Venda de carros novos no Japão cai 7,6% em 2007

A Associação de Comerciantes de Automóveis do Japão informou hoje que a venda de veículos novos no país caiu 7,6% em 2007, em comparação ao ano anterior, para 3,43 milhões de unidades, registrando seu nível mais baixo em 35 anos.

A entidade atribuiu a queda aos preços crescentes da gasolina e à diminuição da população japonesa, fenômenos que afetaram tanto a venda de carros de passeio como a de ônibus e caminhões.

O recuo geral teve um forte impacto sobre a Toyota, o maior produtor nipônico, cujas vendas anuais no Japão foram inferiores a 1,6 milhão de unidades pela primeira vez desde 1983, situando-se em 1,58 milhão. Já as vendas gerais do grupo Toyota, excluindo as das marcas Daihatsu e Hino Motors, caíram 6% em 2007, atingindo o terceiro ano consecutivo de baixa.

Estes maus resultados aconteceram apesar dos esforços promocionais da empresa e do lançamento de onze novos modelos no ano passado, que não conseguiram elevar as vendas da Toyota para 1,72 milhão de veículos, conforme o previsto pela companhia.