Venda de brinquedos chineses aumenta 20,1% em 2007

As exportações de brinquedos chineses subiram substancialmente em 2007, apesar dos riscos apontados em certos produtos e dos inúmeros recalls realizados em vários países importadores ao serem detectadas substâncias tóxicas e peças defeituosas perigosas para as crianças.

De janeiro a outubro do ano passado, a China exportou US$ 7,1 bilhões em brinquedos, um aumento de 20,1% em relação a 2006, segundo a agência oficial Nova China. No período, as exportações para os Estados Unidos elevaram 13,3%.

Em 2007, consumidores foram alertados sobre o recall de vários brinquedos fabricados na China, causando agitação entre pais preocupados com o alto nível de chumbo contido na tinta de alguns produtos ou com peças defeituosas que se soltavam e causavam hemorragia interna nas crianças que as engoliam.

Diante de tantas críticas, o governo chinês anunciou em novembro que estabelecerá medidas para proteger mais e melhor a saúde dos consumidores.

A China é o maior exportador de brinquedos do mundo. Em 2006, o país vendeu 22 bilhões de brinquedos, o que significa 60% da produção mundial.