Aumenta a diferença de renda entre campo e cidade na China

Apesar das promessas de um novo campo socialista para garantir a estabilidade nacional, a diferença de renda entre os habitantes das cidades e do campo continua aumentando, segundo o ministro da Agricultura chinês, Sun Zhengcai, citado hoje pela imprensa estatal.

A renda dos chineses das cidades em média continua três vezes maior que a dos camponeses. A proporção era de 3,23 por 1 em 2003, e em 2006 ela subiu para 3,28 por 1, segundo o relatório que o ministro apresentou à Assembléia Nacional Popular (Legislativo).

O Ministro Sun, disse que a renda per capita dos 900 milhões de residentes das zonas rurais subiu este ano para 4 mil iuanes (US$ 546), com alta de 7%. Em 2006, a renda anual per capita das famílias urbanas era de cerca de 11.800 iuanes (US$ 1.600).

O ministro afirmou que apesar das conquistas dos últimos anos o desenvolvimento no campo é ainda muito mais lento que nas áreas urbanas. A diferença causa um maciço êxodo rural. Muitos produtores de bens básicos, como cereais, se transformaram em consumidores urbanos. O Governo teme que a redução da oferta produza grandes altas dos preços e protestos sociais.

O relatório também mostra que apesar do investimento de US$ 59 bilhões este ano as infra-estruturas no campo ainda são insuficientes e vulneráveis a desastres naturais.

O ministro da Agricultura acrescentou que em 2008 o Governo vai continuar aplicando políticas para que a renda per capita dos habitantes de zonas rurais aumente a um ritmo anual superior a 6%.

As informações são do China Daily.