Codelco já lucrou US$ 6,7 bilhões em 2007

A Corporação do Cobre (Codelco) do Chile, maior produtora desse metal no mundo, informou que teve lucro de US$ 6,736 bilhões entre janeiro e setembro de 2007. Este é o segundo melhor resultado na história da Codelco para os primeiros nove meses de um ano, após os excedentes registrados em 2006.

O número é US$ 512 milhões inferior (7,06%) em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o lucro ficou em US$ 7,248 bilhões, disse José Pablo Arellano, presidente-executivo da Codelco, em entrevista coletiva.

A diminuição dos excedentes em relação a 2006 se explica principalmente "pelo efeito da violência exercida por um grupo de trabalhadores terceirizados que impediram a produção normal da Codelco durante julho, com uma perda produtiva de 30 mil toneladas".

Influenciaram também a baixa da taxa de câmbio e a alta da inflação, em US$ 135 milhões, o aumento do preço dos insumos, em US$ 70 milhões, e a diminuição da lei do mineral processado (equivalente a 84 mil toneladas de cobre fino) em relação ao mesmo período de 2006, explicou Arellano.