Financeiras e exportadoras lideram alta em Tóquio

Após não operar ontem por conta do feriado local, a Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta terça-feira, com os investidores nipônicos comprando ações dos setores exportador e financeiro, beneficiados pela desvalorização da moeda japonesa frente ao dólar e pela expectativa de que o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) reduzirá o juro em sua próxima reunião, respectivamente.

O cenário otimista predominou no pregão japonês, seguindo a tendência de recordes observados ontem nos principais índices da Ásia. Os investidores nipônicos aguardam pela divulgação da ata da última reunião do Fed, prevista para ser divulgada hoje. A expectativa é de que o documento apresente sinais de que a autoridade monetária dos EUA cortará a taxa básica de juros, atualmente fixada em 4,75% ao ano, até o fim de 2007.

O índice Nikkei 225 subiu 0,55%, para 17.159,90 pontos. Já o indicador Topix, que reúne todos os valores da primeira sessão, avançou 0,19%, para 1.660,06 pontos. Destaque na sessão para as ações da varejista Fast Retailing, operadora da rede de vestuário Uniqlo, que dispararam 6,94% e lideraram as altas no pregão.

A valorização do dólar ante o iene beneficiou os papéis de outras empresas exportadoras. Entre as companhias de tecnologia, os títulos da Canon subiram 0,16%. Já no setor automotivo, as ações da Honda Motor aumentaram 1,01%. No setor financeiro, os papéis da Resona Holdings apontaram alta de 1,79% e os da Credit Saison apresentaram ganho de 3,77%.

Em terreno negativo, os títulos da Casio Computer estenderam as perdas da última sexta-feira, quando a empresa anunciou que prevê uma redução de 30% no seu lucro operativo neste ano fiscal. Os papéis da companhia encerraram hoje em queda de 3,14%.