Etanol não interfere no preço do setor

O preço dos alimentos nos Estados Unidos aumentaram conforme o previsto pelo economistas em 2006. A alta demanda por milho e etanol elevou o custo dos grãos usados na alimentação de animais, laticínios e outros artigos do mesmo setor.

Os economistas alertam que o avanço dos preços não é culpa exclusiva do etanol, e advertem que os norte-americanos deverão sentir a força do combustível no preço da alimentação.

O aumento do preço do milho teve início em setembro de 2006, quando a demanda pela indústria de etanol cresceu. O preço da carne e laticínios também foram afetados.