Estaleiros querem controlar 30% do mercado mundial

A Corporação Estatal de Estaleiros da China (CSSC), a maior construtora de navios do país, calcula que os estaleiros chineses poderão controlar aproximadamente 30% do mercado mundial de navios terminados até 2010, tomando à liderança sul-coreana.

"Em alguns aspectos, estamos mais avançados que os estaleiros sul-coreanos", assegurou o vice-presidente da CSSC, Lu Xiaoyuan, em entrevista ao jornal "South China Morning Post".

Os principais estaleiros chineses prevêem aumentar sua capacidade total de produção - dos atuais 10 milhões de toneladas de peso bruto por ano para 17 milhões até 2010, e 22 milhões de toneladas líquidas até 2015. O maior obstáculo para os construtores chineses é a dependência da importação de motores dos navios, que representam cerca de 30% do custo total de sua produção, o que reduz as margens de lucro dos estaleiros nacionais.

A CSSC controla mais de 60% do mercado chinês da construção naval, com cerca de 30 estaleiros e fábricas auxiliares em cidades como Xangai (leste), Cantão (sul), Pequim (nordeste) e Jiujiang (província de Jiangxi, sudeste, às margens do navegável rio Yang Tsé). Para permanecer na liderança chinesa, a CSSC está construindo novos estaleiros em Longxue, zona localizada na província de Cantão, para aumentar sua capacidade de produção em 2,12 milhões de toneladas ao ano.