O Brasil não está com medo dessa crise, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou esta manhã que o Brasil não está com medo das consequências da crise imobiliária dos Estados Unidos, já que possui segurança para eventual especulação financeira e uma reserva de US$ 160 bilhões. A afirmação foi feita em seu programa de rádio semanal, Café com o Presidente.

'O Brasil não vai retroceder. Este país é um país sério, é um país governado com seriedade, nós aprendemos a fazer a lição de casa. Hoje nós temos a estabilidade macroeconômica necessária, as reservas necessárias pra gente dizer: a crise que está acontecendo não vai afetar o Brasil', disse Lula.

Ele ainda aproveitou o programa para falar a respeito da terceira edição dos Jogos Parapan-Americanos, que terminou ontem no Rio de Janeiro, tendo o Brasil como primeiro colocado. De acordo com o presidente, 45% dos atletas que participaram do Parapan-Americano tem bolsa do governo para poder custear suas atividades profissionais, 'pessoas que não teriam condições de fazer qualquer disputa se não tivesse o financiamento'. E acrescentou: 'Essas pessoas não precisam de esmolas. Essas pessoas querem apenas ser tratadas com respeito e Ter oportunidades'.

A respeito do documento assinado pelo presidente que formaliza a intenção do Rio de Janeiro em sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016., Lula afirma que este é o começo de uma campanha pela realização dos jogos no Rio, e não uma garantia de que serão realizados por lá.

'Assinei um documento dizendo ao governador do estado do Rio de Janeiro que eu não tenho nenhum problema de virar um garoto-propaganda do Rio de Janeiro para que a gente possa, nas minhas viagens internacionais, conversar com as pessoas que têm voto para decidir aonde vão ser as Olimpíadas e tentar trazê-las para o Rio de Janeiro. Isso é apenas o começo', afirmou.