Cristina Kirchner venceria as eleições no 1º turno

A primeira-dama da Argentina e candidata à próxima eleição presidencial no país, Cristina Kirchner, venceria com ampla vantagem no primeiro turno, previsto para ocorrer no dia 28 de outubro, apesar dos recentes escândalos de corrupção que atingiram o governo de Néstor Kirchner.

Duas pesquisas divulgadas neste domingo mostraram que a atual senadora supera em 30 pontos os outros candidatos que disputam o segundo lugar, segundo informou o jornal Clarín.

De acordo com um levantamento da consultoria CEOP, Cristina Kirchner tem 48,9% das intenções de voto, seguida pelo ex-ministro da Fazenda Roberto Lavagna, com 11,9%, e pela ex-deputada de centro-esquerda Elisa Carrió, com 9,3%. Já uma pesquisa da consultoria Equis indica que Cristina Kirchner tem 45,1% das intenções de voto, seguida por Elisa Carrió (15,3%) e por Roberto Lavagna (11,6%).

As pesquisas indicam que a candidata oficial do governo conseguiria evitar o segundo turno, com uma vitória direta caso conseguir mais de 45% dos votos ou um mínimo de 40% com uma diferença superior a 10 pontos sobre os demais candidatos.