VP da GM teme prejuízos por conta da crise

A queda nas bolsas de todo o globo, quebra da bolha imobiliária nos Estados Unidos e dificuldades de crédito poderiam prejudicar a indústria automotiva, apesar de não ter causado qualquer grande impacto até o momento, segundo declarou o vice-presidente da General Motors, Bob Lutz.

"Nunca é bom quando os mercados caem. Isso leva ao empobrecimento da economia. As pessoas se sentem mais pobres e decidem cortar gastos maiores", afirmou o vice-presidente. "Nós ainda não vimos um grande impacto, mas pode acontecer", completou Lutz.

As montadoras de automóveis nos Estados Unidos têm vivido um período de baixa nas vendas. Nas duas últimas semanas, segundo Lutz, as vendas da GM apresentaram sinais de recuperação. As vendas de veículos são observadas de perto por analistas de economia porque elas são um fator primordial para avaliar os gastos dos consumidores e o perfil da economia.