Mais um dia recheado de medalhas para o atletismo brasileiro

Agência JB

RIO - Mais uma vez o Brasil brilhou no atletismo nos Jogos Parapan-Americanos. Foram nada mais, nada menos que quatro medalhas de ouro nas quatro primeiras provas do dia. No total, a equipe brasileira conquistou quatro medalhas de ouro, três de prata e três de bronze, fazendo a alegria do público que lotou o estádio João Havelange.

O primeiro brasileiro a entrar na pista do Engenhão foi Lucas Prado, que venceu a prova dos 200m T11 com o tempo de 22s93, conquistando sua terceira medalha de ouro no Parapan. No pódio, Lucas teve a companhia de Felipe Gomes, que conquistou a medalha de prata na mesma prova.

Em seguida foi a vez de André Andrade conquistar a medalha dourada nos 100m, com o tempo de 11s17.

Dobradinha brasileira também nos 200m categoria T46. Os brasileiros Yohansson Ferreira e Antônio Souza fizeram conquistaram ouro e prata, respectivamente.

Yohansson cruzou a linha de chegada em 22s60, seguido de Antônio Souza que marcou 22s65. O norte-americano Donald Kosakowski chegou em terceiro com o tempo de 23s24 e garantiu a medalha de bronze.

Os fundistas brasileiros Odair Santos e Alex Mendonça ampliaram o número de medalhas com mais um ouro e bronze, respectivamente, na prova dos 10000m, categoria T12.

Odair completou a prova em 32m00s75 Diosmany Gonzáles, de Cuba, cruzou a linha de chegada em segundo com 32m42s21. Alex Medndoça fechou o pódio ao completar a prova em 32m53s62.

Odair Santos é o recordista mindial e parapanamericano da modalidade com o tempo de 31m39s89.

As mulheres também marcaram presença no pódio nesta sexta-feira. Terezinha Guilhermino e Indayana Martins garantiram ouro e bronze, respectivamente, na prova dos 400m categoria T13.

Terezinha subiu no lugar mais alto do pódio ao cruzar a linha de chegada em 56s69. A cubana Omara Durán garantiu a prata com o tempo de 58s87. Iadayana fechou o pódio ao completar a prova em 1m01s34.

Já Sheila Finder ficou em segundo nos 200m categoria T46, ao completar o percurso em 27s84, atrás da cubana Yunildis Castillo, que quebrou o recorde mundial com o tempo de 24s93. A canadense Stefanie Reid cruzou a linha de chegada em terceiro, com 29s73 e garantiu o bronze.

Por último, mas não menos importante, Jenier Santos ficou com a prata nos 200m, enquanto Shirlene Coelho conquistou a mesma colocação no lançamento de disco F35/36/37/38.