Google planeja reduzir emissões de CO2

A norte-americana Google está persuadindo políticos, empresas de energia e usuários de computadores para que trabalhem junto na redução das emissões de carbono, que contribuem para o aquecimento global.

Funcionários do Google indicaram que os executivos da companhia vão discutir temas relacionados ao meio ambiente em forúns políticos e eventos públicos.

O vice-presidente de operações do Google, Urs Hölzle, ressaltou que a empresa prestará apoio político a causas e não a políticos individuais, pois a legislação dos Estados Unidos restringe as doações e o apoio de empresas para partidos políticos.

A companhia norte-americana também revelou planos de reduzir as suas próprias emissões de CO2 até o final do ano, melhorando a eficiência dos seus centros de informação - que consomem muita energia, e reduzindo em 20% o consumo de eletricidade através de fontes renováveis. Além disso, o Google também pretende utilizar sua ferramenta "Google Earth" para informar sobre as mudanças no clima.

O Google é terceira companhia de tecnologia da informação que estabelece medidas a favor do meio ambiente, seguida pela Dell e IBM. A indústria de TI gera 2% da quantidade de carbono que é despejada no ar em todo o mundo.

As informações são do jornal britânico Financial Times.