Handebol feminino define equipe para o Pan

Agência JB

RIO - Faltando 23 dias para a estréia da seleção brasileira de handebol feminino nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, o técnico Juan Oliver convocou as quinze jogadoras para a competição. O Brasil inicia a luta pelo tricampeonato e a vaga para as Olimpíadas de Pequim dia 13 de julho contra o Chile. A média de idade é 27,3 anos e a equipe é uma mescla de experiência e juventude.

Durante a preparação para o Pan Juan Oliver trabalhou com 25 jogadoras e avaliou as condições da atletas para a convocação.

- Analisamos todas e escolhemos as duas melhores de cada posição. A única exceção são as pivôs, já que levaremos três, pois são especialistas defensivas e assim poderemos atuar tanto na defesa 6/0 e 5/1, como nas defesas abertas - explica.

Após a conquista do hexacampeonato Pan-Americano de Seleções, na República Dominicana, as meninas voltam a se reunir no próximo dia 26, para a última etapa de treinamentos e amistosos contra República Tcheca e Ucrânia. Os desafios serão realizados em Caxias do Sul (RS) e Minas Gerais respectivamente.

- Após vinte dias de férias necessários, vamos nos reunir novamente e teremos muito trabalho nessa reta final. Vamos iniciar com um trabalho voltado à parte física e logo daremos ênfase à parte técnica e tática individual - diz Juan, que também aproveitará os amistosos para dar ritmo de jogo.

- Nos amistosos, vamos trabalhar a parte tática coletiva e os sistemas de jogo, além de aproveitar esses desafios para dar ritmo de competição às jogadoras - finaliza.

Uma das mais experientes, a capitã Lucila, esteve presente na conquista das duas medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos e literalmente busca o tricampeonato.

- Estou muito feliz com essa convocação, principalmente pela oportunidade de encerrar a minha carreira na seleção brasileira com chave de ouro. Meu objetivo é conquistar o título do Pan e a vaga para as Olimpíadas para que eu possa encerrar o meu ciclo na seleção da melhor maneira possível - diz a armadora de 31 anos.

- Espero ajudar a equipe com a minha experiência e passar para as mais jovens a importância desse campeonato. No Pan tudo é maravilhoso, ainda mais aqui no Brasil, mas temos que manter o foco em todos os momentos para sermos campeãs - completa.

A caçula da lista, Eduarda Amorim, de 21 anos, ficou surpresa com a convocação e disputará pela primeira vez os Jogos Pan-americanos.

- Quando recebi a notícia pulei de alegria. Realmente foi uma surpresa, já que sou nova e estou apenas há um ano na seleção adulta. Estou muito feliz e orgulhosa de poder representar o meu país nessa competição tão importante. Espero que a seleção consiga jogar bem e apresentar um belo espetáculo ao povo brasileiro que, com certeza, estará passando uma energia muito positiva para nós - disse a atleta que, apesar da pouca idade, atua no Gjorce Petrov Kometal, da Macedônia.

As convocadas:

Goleiras: Chana Franciela Masson e Darly Zoqbi de Paula.

Pontas: Alexandra Priscila Nascimento, Viviane Rodrigues Jacques, Aline Waleska Lopes Rosas e Idalina Borges Mesquita.

Armadoras: Aline Silva dos Santos, Millene Bruna Figueiredo, Lucila Vianna da Silva, Fabiana Kuestner, Eduarda Amorim e Deonise Fachinello.

Pivôs: Daniela de Oliveira Piedade, Juceli Aparecida Sales da Rosa e Fabiana Carvalho Diniz.