Fiscais agropecuários decidem pela greve

São Paulo, 20 de junho de 2007 - A comissão de negociação dos fiscais federais agropecuários, em greve desde a segunda-feira, decidiu nesta quarta-feira ampliar o movimento para duração indeterminada, por falta de acordo com o governo.

"Diante do posicionamento do Governo em não apresentar resposta às nossas reivindicações... a comissão nacional de negociação decidiu que nossa greve seguirá por tempo indeterminado a partir de sábado, 23 de junho de 2007, sem intercalação", informou o grupo em comunicado.

Inicialmente, a greve deveria durar somente cinco dias e terminaria no sábado.

Segundo a nota, o governo sugeriu a criação de um grupo de trabalho para retomar a negociação de alguns itens de um acordo de 2005 que segundo os fiscais ainda não foram cumpridos.

O governo, ao final de uma reunião no dia anterior, informou que vai analisar a questão internamente e posteriormente convocará os representantes dos fiscais para um novo encontro.

Entre os itens do acordo cobrados pelos fiscais está a proposta de reestruturação de carreira e o encaminhamento do pedido para a criação de uma unidade de formação dos profissionais.

Os fiscais, que são ligados ao Ministério da Agricultura, são responsáveis pela certificação de todas as cargas agropecuárias.

Os carregamentos precisam da liberação do serviço de inspeção para poderem ingressar no país ou serem exportados.

(Redação - JB OnLine)