Consórcio italiano processa Bolívia na Ciadi do Bird

São Paulo, 08 de maio de 2007 - O consórcio italiano Telecom processou a Bolívia no Centro Internacional para Arbitragem de Disputas sobre Investimentos do Banco Mundial (Ciadi-Bird), pela decisão do presidente Evo Morales de assumir o controle acionário da companhia telefônica Entel (Empresa Nacional de telecomunicações).

A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo embaixador para Assuntos Comerciais da Bolívia, Pablo Solón. "O que a Telecom fez é um pirraça", afirmou Solón, dizendo que "o governo boliviano somente anunciou, mediante decreto, sua vontade de negociar a compra das ações da empresa e abrir um processo para assumir o controle acionário da mesma".

Quatro dias depois da notificação, o governo boliviano anunciou sua retirada do Ciadi.

Solón informou que, após a notificação do Ciadi à Bolívia, foi aberto um prazo de seis meses para a fase de conciliação entre o Estado e a empresa italiana e se, após este processo de negociação não houver acordo, será iniciada a fase de arbitragem.

A Telecom controla 50% das ações da companhia boliviana Entel, enquanto 47% passou em abril para as mãos do Estado, após a decisão de Morales de ordenar esse trâmite a duas administradoras de fundos de pensões. Os 3% restantes são administrados por empregados da empresa e investidores privados.