Pan-Americano terá ouvidor geral no Rio

Portal Terra

RIO - O Comitê Organizador do Pan-Americano do Rio de Janeiro (CO-Rio) contará com um ouvidor geral, que ficará responsável por receber críticas e sugestões sobre a organização dos Jogos. O nome do profissional que exercerá a função será definido nos próximos dias.

O CO-Rio já havia criado um grupo de trabalho para atender os princípios do Estatuto do Torcedor. Todas as instalações esportivas terão um ouvidor, que repassará ao geral as críticas e sugestões recebidas.

O ouvidor geral trabalhará na sede do CO-Rio, junto a equipe que comandará a organização dos Jogos.

- Essa proximidade será fundamental para dar agilidade às decisões e possibilitar a aplicação de ações que se façam necessárias a partir das críticas e sugestões do espectador - disse o presidente do CO-Rio, Carlos Arthur Nuzman.

Os organizadores do Pan buscam garantir que todas as instalações esportivas sejam adaptadas ao Estatuto do Torcedor.

- Implantaremos este conceito em todas as instalações, independente da capacidade de público - declarou Nuzman.

- Portanto, as medidas que o CO-Rio tomará vão além do Estatuto. Queremos fazer dos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro um exemplo de respeito ao torcedor - completou o dirigente.