Jornal do Brasil

CadernoB - Ideias

Editora Estrela Cultural comemora participação na Bienal 2019

Mais de três mil catálogos foram distribuídos para os professores durante o evento

Jornal do Brasil , redacao@jb.com.br

A Editora Estrela Cultural tem muitos motivos para comemorar! Com um crescimento de 40% sobre as vendas da Bienal de 2018, ano em que a editora fez sua estreia com a proposta de mesclar boa literatura, autores nacionais à novas experiências de leitura, o Rio de Janeiro ficará para a história e na memória de muitos!

Macaque in the trees
(Foto: Divulgação)

Neste ano, foram 45 atividades na Bienal, sendo 4 sessões de autógrafos. O destaque maior foi o lançamento da obra “Grande Circo Favela” inspirada na história de Benjamin de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil, que contou com a presença do autor Otávio Júnior e das crianças do projeto Aprendizes do Salgueiro que levaram o samba à Bienal, algo inédito dentro do evento!

Após o Governo Estadual disponibilizar 40 mil vouchers para estudantes e 5 mil para professores da rede pública, a editora promoveu mais 50% de desconto para quem utilizasse os cupons. No entanto para favorecer ainda mais a experiência com a literatura a promoção foi estendida pela Estrela a todos os visitantes da feira!

Como resultado, distribuímos 3000 catálogos para professores e conseguimos promover a cultura e educação de forma inovadora. "A Bienal Internacional do Livro do Rio foi uma oportunidade de apresentar um novo conceito de leitura, valorizando a cultura e a autoria da nossa terra”, Beto Junqueyra, escritor e publisher da Estrela Cultural."

Confira as cinco obras mais vendidas da editora na Bienal:

1 - Vai, Lobo!

2 - Pterossauros brasileiros

3 - A Arca de Noé

4 - A volta ao mundo em 80 dias -interativo

5 - Os Jardinautas