Jornal do Brasil

CadernoB - Cinema

Mostra Fórum do Festival de Berlim reexibirá clássicos do cinema mundial

Jornal do Brasil MIRNA SILVEIRA BRANDÃO, cadernob@jb.com.br

A 70ª edição do Festival de Berlim divulgou a programação de sua tradicional Mostra Fórum que está celebrando sua 50ª edição. Em comemoração a esse aniversário – e numa acertada decisão – a mostra apresentará os filmes exibidos no ano em que foi fundada.

Macaque in the trees
Obsessão, de Luchino Visconti (1942 Italy) (Foto: Reprodução)

Trazer o programa de 1971 de volta à tela grande é uma forma também de lembrar uma época tão marcante na sociedade quanto na cultura. A relação entre os filmes, bem como seu contexto histórico e nossos dias atuais será o assunto de um dos painéis do programa.

Quando Ulrich, Rika Gregor e seus colegas fundaram o Fórum Internacional do Novo Cinema, estavam visualizando as muitas inovações da cinematografia da época e a necessidade de manter viva a história do cinema.

Os filmes feitos em países que ainda não tinham surgido no mapa mundial do cinema celebraram suas estreias em Berlim, assim como foram apresentados muitos trabalhos experimentais.

Hoje, vários filmes exibidos originalmente na Fórum constituem a peça central do arquivo de filmes independentes do Arsenal – Instititue for Film and Video Art, que é a única coleção do gênero no mundo.

Na programação, constituída por trinta títulos, estão verdadeiros clássicos do cinema mundial como “Reconstruction”, de Theo Angelopoulos (1970) – Grécia; “The Ceremony”, de Nagisa Oshima (1971) – Japão; e Obsessão, de Luchino Visconti (1943) – Itália, que é considerado precursor do movimento italiano do Neo realismo.

Confira a lista dos filmes que serão mostrados:

Reconstruction, de Theo Angelopoulos (1970) – Grécia

Angela Davis: Portrait of a Revolutionary, de Yolande du Luart (1971) – EUA / França

El Cuarto Poder, de Helena Lumbreras e Mariano Lisa (1971) – Espanha

The Passengers, de Annie Tresgot (1971) – Algeria

Eldriged Cleaver, Black Panther (1970), de William Klein – Algeria /França

The Ceremony, de Nagisa Oshima (1971) – Japão

The Great Chicago Conspiracy Circus (1970) – Canadá

The Big Mess, de Alexander Kluge (1971) – República Federal da Alemanha

I-Outside-Objects, de Klaus Bessau (1970-1971) – República Federal da Alemanha – curta-metragem

Mare’s Tail, de David Larcher (1969_ - UK

My Neighbours, de Mel Hondo (1971) – França

Monanganbee, de Sarah Maldoror (1969) – Algeria

Les mots ont un sens, de Chris Marrker (1970) – França

The Murder of Fred Hampton, de Howard Alk (1970) – EUA

It is not the Homossexual who is Perverse, but the Society in which he lives), de Rosa von Praunheim (1971) – Alemanha

Obssession, de Luchino Visconti (1943) – Itália

Ostia, de Sergio Citti (1970) – Itália

End of the Dialogue, de Antonia Caccia, Chris Curling, Simon Louvish, Nana Mahomo, Vus Make, Rakhetla Tsehlana (1970) – África do Sul

A Bonus for Irene, de Helke Sander (1971) – República Federal da Alemanha

Ramparts of Clay, de Jean-Louis Bertucelloi (1970) – França / Algeria

Something Self Explanatory, de Harun Farocki e Hartmut Bitomsky (1971) – República Federal da Alemanha

Happiness, de Alexandr Medvedkin (1935) - URSS

Sochaux: 11 Juin 68, de Bruno Mel, Groupe Medvedkine de Sochaux (1970) – França

Soleil Ô, de Med Hondo (1967) – França / Mauritania

Les trois-quarts de la vie, de Groupe Medvedkine de Sochaux (1970) – França – curta-metragem

W.R. – The Mysteries of Organism, de Dusan Makavejev (1971) – Yugoslavia

The Woman’s Film, de Newsreel Group (Judy Smith, Louise Alaimo, Ellen Sorin (1970) – EUA

Eyes do not want to close at all times or perhaps one day Rome will permit herself to choose in her turn (Othon), de Jean-Marie Strau e Danièle Huillet – República Federal da Alemanha