Jornal do Brasil

CadernoB - Cinema

Urso Honorário da Belinale 2020 será dado para Helen Mirren

Jornal do Brasil MYRNA SILVEIRA BRANDÃO, cadernob@jb.com.br

O tradicional Urso Honorário, tributo dado para um artista por sua contribuição ao cinema, será conferido, na comemorativa 70ª edição do Festival de Berlim, para a atriz inglesa Helen Mirren. Ao fazer o anúncio, Mariette Rissenbeek, diretora executiva da Berlinale, manifestou sua satisfação em homenagear Mirren.

Macaque in the trees
Hellen Mirren (Foto: Divulgação)

“Helen Mirren é uma personalidade forte, cujos trabalhos poderosos são sempre impressionantes. Ela nos surpreende sempre com sua interpretação de personagens complexos – seja a Chris de “Garotas do Calendário” ou Elizabeth II em “A Rainha”. É um prazer conceder a ela o Urso Honorário”, disse Rissenbeek, no seu primeiro ano à frente do evento.

A homenagem incluirá também a exibição de vários de seus grandes sucessos, entre eles, “A Rainha”, de Stephen Frears (2006) – que tem como diretor de fotografia o brasileiro Affonso Beato – e deu a ela o Oscar de melhor atriz.

Mirren tem um estilo de atuação único que lhe permite total naturalidade tanto no cinema britânico ou americano, já tendo trabalhando com cineastas que têm estilos claramente definidos e diferentes, como Robert Altman ou Paul Schrader. Seu primeiro papel importante no cinema foi na comédia “A Idade da Reflexão”, de Michael Powell, em 1969.

Seguiram-se outros sucessos como: “A Noite do Terror” (1980), dirigido por John Mackenzie, vivendo a namorada de um dos gangsteres, sua lendária interpretação como Georgina, em “O Cozinheiro, o Ladrão, sua Mulher e o Amante”, de Peter Greenway em 1989, “Assassinato em Gosford Park”, de Robert Altman, mostrado na Berlinale 2002, e “Garotas do Calendário”, de Nigel Cole, em 2003, quando seu talento para comédia esteve novamente em evidência.

A atriz marcou presença na Berlinale em 2015, com “A Dama Dourada”, de Simon Curtiz. Desde então apareceu nas telas em “Decisão de Risco”, de Gavin Hood (2015), e em “Ella e John”, de Paolo Virzi (2017), entre outros. E ainda, com outro desempenho fantástico, no thriller “A Grande Mentira”, de Bill Condon (2019), coestrelando com Ian McKellen. O filme estreou recentemente na Alemanha e também será mostrado na homenagem à atriz.

Além de muitos prêmios internacionais de cinema, seu trabalho no teatro também foi reconhecido, com o título da Ordem do Império Britânico.

A Berlinale acontecerá de 20 de fevereiro a 01 de março de 2020, comemorando 70 anos de sua primeira edição que deu partida com “Rebecca”, de Alfred Hitchcock, estrelado por Joan Fontaine, a grande homenageada do evento.