Jornal do Brasil

CadernoB - Cinema

Mick Jagger troca palcos por set de filmagem em suspense "The Burnt Orange Heresy"

Jornal do Brasil

O cantor Mick Jagger, dos Rolling Stones, trocou os palcos pelo set de filmagem no filme "The Burnt Orange Heresy", um suspense sobre um desonesto e gananciosos crítico de arte desesperado por sucesso e reconhecimento.

O ator Claes Bang, de "The Square - A Arte da Discórdia", interpreta o protagonista James Figueras, um crítico de arte de Milão que está cansado de dar aulas para turistas norte-americanos.

Quando o marchand Joseph Cassidy, interpretado por Jagger, o convida para sua luxuosa villa no Lago de Como, o anfitrião dá a Figueras uma oportunidade única de entrevistar o famoso e recluso artista James Debney, em troca do roubo de uma de suas pinturas.

Macaque in the trees
Mick Jagger no Festival de Veneza (Foto: REUTERS/Piroschka van de Wouw)

"Atuar e cantar no palco são performances, são apenas tipos diferentes de performances, uma é ao vivo e a outra não", disse Jagger em entrevista coletiva no Festival de Cinema de Veneza. "É o menor papel no filme, mas é um papel importante."

"Eu realmente gostei de fazer este filme... o roteiro é realmente interessante, diferente, literário e surpreendente... Você não sabe de verdade se (os personagens) estão falando a verdade ou não; parte do filme é sobre o que é a verdade e se acreditamos nas pessoas quando elas dizem isso."

Jagger, de 76 anos, apareceu em filmes antes, como "Efeito Dominó" e "Freejack".

Donald Sutherland, que interpreta Debney, disse que o roteiro foi "o melhor que li em 20 anos".

O filme, que fecha o Festival de Cinema de Veneza neste sábado em exibição fora da competição, é baseado em livro de Charles Willeford.