Protagonista de filmes e novelas, Vassouras, no Sul Fluminense, ganha ‘Cidade do Cinema’

Empreendimento será instalado no histórico prédio da antiga Escola Regina Coeli

reprodução
Credit...reprodução

Em parceria entre o Hotel Mara e a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia, nasce a Cidade do Cinema de Vassouras. O local do novo investimento é a antiga Escola Regina Coeli, um dos mais importantes e icônicos prédios da história de Vassouras. O empreendimento tem como objetivo a locação de espaços/estúdios para filmagens em Vassouras, além de cursos profissionalizantes na área do audiovisual.

Para Omar Resende Peres, diretor do Hotel Mara e idealizador do projeto, a Cidade do Cinema de Vassouras é fruto de várias percepções sobre a indústria cinematográfica brasileira, da qual Vassouras tem sido protagonista e palco de diversas gravações de filmes, seja para o cinema, seja para o streaming, além de novelas.

 

Macaque in the trees
[Vassouras] O empresário Omar Peres, à frente da Cidade do Cinema, com a professora Soraia Setaro, presidente da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia (Foto: Foto: divulgação)

 

“Somente em abril deste ano, tivemos duas importantes gravações de séries para a TV, com projetos elaborados pelas gigantes Amazon e Disney, que ocuparam toda a rede hoteleira da cidade, trazendo renda e criando centenas de trabalhos temporários para os vassourenses. Sem contar a repercussão desses filmes no meio do audiovisual nacional, o que faz de Vassouras um destino para gravações no Brasil”, diz Omar.

Peres constatou, em diversas conversas que teve com diretores e produtores de cinema, que faltava, e falta, espaço físico destinado às gravações que demandam áreas internas. Daí surgiu o projeto da Cidade do Cinema de Vassouras, que irá disponibilizar mais de 2 mil metros de salas voltadas exclusivamente para as gravações.

Fora os benefícios econômicos e culturais para o município, Omar fala da importância da nova destinação da sede da Escola Regina Coeli: “Todos que conhecem a história de Vassouras sabem do fundamental papel dessa instituição para a memória da cidade. Milhares de moças daqui e de outras cidades se formaram no Regina Celli. Aquele prédio faz parte da alma dessas mulheres, hoje mães e avós, que guardam no coração um dos mais valiosos sentimentos de suas trajetórias: a lembrança de uma época onde cada uma delas firmava seus destinos. Em outras palavras, o Regina Coeli é uma referência fundamental na vida dessas mulheres. Vamos coletar, da época, fotos de ex-alunas para colocar em um grande mural, para que todas elas saibam que suas histórias sempre serão importantes. O tempo passou e quis o destino, com esse projeto da Cidade do Cinema de Vassouras, que a função do prédio, que será totalmente reformado, continue sendo a educação e a cultura”.

Com investimentos projetados em R$ 1 milhão somente na recuperação do prédio, o projeto contempla, além de estúdios para gravação, visitas guiadas, palestras e, principalmente, cursos direcionados exclusivamente à indústria cinematográfica: “vou propor à Universidade de Vassouras uma parceria para fazermos cursos técnicos para formação de profissionais de audiovisual”, diz Omar Peres.

“Hoje faltam profissionais qualificados no setor. As produtoras já estão tendo dificuldade para encontrar cinegrafistas, iluminadores etc. E por isso vamos fazer cursos que qualifiquem jovens que queiram ingressar no fascinante mundo do cinema, que certamente poderão fazer estágios nos próprios sets de filmagens na Cidade do Cinema. Os alunos poderão ficar hospedados nos 30 quartos existentes no local”, diz o empresário.

Ele continua: “Vou oferecer e propor também à TV Rio Sul que monte uma pequena base, um pequeno estúdio de seu jornalismo na Cidade do Cinema. Isso porque Vassouras começa, novamente, a ser protagonista cultural da região, com a inauguração da fantástico Museu Vila de Vassouras e, agora, com a Cidade do Cinema, que somados proporcionam uma substancial fonte de matérias jornalísticas. Sem nos esquecermos da recuperação dos palácios Barão do Ribeirão e Barão de Vassouras, além do Espaço Cazuza, do Festival de Música e, mais recentemente, o Festival de Cinema, que juntos tornam a cidade o novo e mais importante destino turístico do Estado do Rio.

Peres conclui dizendo que o novo empreendimento é fruto exclusivo da compreensão e determinação da Provedora da Irmandade, Soraia Setaro, “que entendeu o objetivo de nosso projeto e dos benefícios que essa iniciativa trará para a cidade. Soraia foi fundamental no processo de negociação de nossa parceria. Ao entender e abraçar a ideia da Cidade do Cinema de Vassouras, por um lado deu, novamente, um destino nobre para a antiga sede do Regina Coeli, retornando-o ao seu histórico papel na educação e cultura da cidade, mas também criando mais uma fonte de renda para a Irmandade poder dar continuidade aos sonhos de Eufrásia Teixeira Leite: fazer filantropia em Vassouras. A Cidade do Cinema é fruto da grandeza de espirito público da Soraia", finalizou.



[Cidade do Cinema de Vassouras] A sede será no histórico prédio da antiga Escola Regina Coeli
[Vassouras] O empresário Omar Peres, à frente da Cidade do Cinema, com a professora Soraia Setaro, presidente da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais