'Só Saudade': uma celebração à vida

George Sauma apresenta o espetáculo-show que fala de amor, solidão, memória e esperança

Divulgação
Credit...Divulgação

“Depois da tempestade, sempre vem a calmaria.” É assim que começa a música “Melhora com Você”. Eu diria também que durante a tempestade, temos momentos de calmaria. E grande parte desse respiro é com arte. Quando se viu longe da possibilidade da vida dita normal e da vacinação em massa, George Sauma (autor da música citada acima) decidiu criar um show “do jeito que dá”, sendo este um dos conceitos de seu novo projeto. Ator, cantor e multiartista de alma tropicalista, apresenta 11 canções inéditas que compôs durante todo o período de confinamento e que resultará no seu próximo disco. O show “Só Saudade” é transmitido ao vivo de seu apartamento, e brinca com nuances teatrais, mesclando canções e depoimentos que falam de amor, solidão, memória e esperança.

O trabalho é uma forma possível de fazer arte, resistir e ser a favor da vida. Mas, saudade do que? Para o artista, o tema foi recorrente em todo o processo criativo e, com isso, vários tipos de saudade se tornam presente: “A saudade romântica, de um amor e uma companhia; saudade de amigos, amigas e pessoas que queremos ter por perto; saudade da família; saudade das pessoas que já partiram; e podemos até chegar na saudade brasileira, que é o nome de uma das músicas. A saudade de um país plural, cultural, que estimula suas possibilidades afetivas e democráticas.”

Macaque in the trees
Com diversos trabalhos no teatro, no cinema, na TV e nas performances musicais, George faz sua estreia no universo dos shows on-line (Foto: Divulgação)

Com diversos trabalhos no teatro, no cinema, na TV e nas performances musicais, George faz sua estreia no universo dos shows on-line. No início da pandemia, participou de "lives", encontros virtuais e até de leituras. Mas foi no início de 2021 que decidiu realizar este projeto. Já que não tem o público presencialmente, que pelo menos tenha o risco do “ao vivo”, o gostinho do improviso e da interação simultânea com quem assiste. “Eu custei pra ter coragem de criar esse show, esse disco, esse espetáculo. Me juntei a pessoas que eu confio para tentar me expressar nesse momento de tamanho desespero, de falta de expectativa e perspectiva. Estou vindo com todo respeito, porque sei que estamos num momento de extrema tristeza e desilusão. Mas nesses momentos, acredito que a arte pode dar um acolhimento, e a cultura faz seu povo se entender, se enxergar, se debater, se encontrar. Então, mesmo assim resolvi fazer, e com toda consciência do mundo. Espero que isso tudo passe logo e a gente possa realmente se encontrar com mais possibilidades, num governo e numa administração mais honesta e verdadeira.”

O espetáculo-show é realmente uma alegria para as noites de sexta e sábado. Poético e autoral, possui todo o vanguardismo de George, que, com belas canções, nos convida para a sua casa dizendo pelas entrelinhas o sincero “entre e fique à vontade!”. Para o diretor Daniel Belmonte, lançar projetos culturais nesse caos que estamos vivendo é o que nos resta. “As nossas bóias são os projetos culturais. É na arte, no teatro, na leitura, no cinema, na música, nas fontes de comunicabilidade e expressão que a gente se agarra pra ter janelas que nos tirem da tragédia cotidiana que é cada vez maior. E é muito bacana poder fazer parte de uma expressão íntima de afetos. Eu estava com muita saudade de criar junto de outras pessoas, mesmo que virtualmente”. Criar remotamente tem sido a solução para tempos pandêmicos. O show foi criado assim, cada um em sua casa assistindo o ensaio de George, também em casa, e todos colaborando da forma possível.

Sobre o hibridismo de projetos culturais, assunto muito falado ultimamente, ambos acreditam que o formato veio para ficar. “Acredito que a tecnologia já vinha transformando as artes, e é natural que essa transformação não seja perdida. Muito pelo contrário. O componente da plateia está fazendo muita falta, tanto para as pessoas que sentem falta de assistir presencialmente, quanto para os artistas. Mas agora, vivemos uma radicalidade que vai transformar tudo o que formos fazer”, comenta Daniel Belmonte. Com infinitas possibilidades e a liberdade de inovar, o momento atual vem tirando a prova dos nove. George também acredita que essas ferramentas seguirão. “Eu, como artista de teatro, brinco que sou do tempo do tijolinho no jornal, tanto que agora estou dando entrevista para o JB. Mas agora, também temos todo esse universo da internet que nos ajuda a comunicar, a divulgar e a nos expressar. Esse meu show-espetáculo é uma tentativa de fazer ao vivo. Chegamos a pensar em gravar para exibir, mas eu queria fazer todo dia, como no teatro, que tem o risco.” Embora seja ao vivo, a transmissão não é feita pelo zoom, como na maioria dos casos. Optaram pelo Youtube, que possibilita uma melhor transmissão de som e imagem para esse tipo de performance musical.

O resultado é superpositivo, e o feedback das pessoas é de diversão, reflexão e acolhimento. “É um exercício de futurologia, e temos que apreender o que estamos vivendo agora para que isso nos transforme. Que a gente entenda a importância da ciência, do afeto e da cultura em nossas vidas. Assim como a importância da tecnologia, e como fazer para que, através dela, a cultura e a educação chegue para muito mais gente”, conclui Belmonte.

“Só Saudade” está em cartaz até o dia 12 de Junho, sextas e sábados às 21 horas. Os ingressos estão à venda pelo Sympla (R$ 10,00 e R$ 20,00 + taxa), e a transmissão é via Youtube. Uma idealização de George Sauma com produção da Diversa Produções.
Imperdível!

“A saudade que eu sinto agora, me explora e adora descobrir novas terras.
A saudade que eu sinto agora, de momentos bons de outrora, que foram bons, penetram meus tons e faz melodia.
Fica, saudade. Saudade, fica. Fica o amor, e o resto não se explica.”
(trecho de “Fica Saudade”, de George Sauma)

 

 

 

 



George, com belas canções, convida o público para a sua casa
Com diversos trabalhos no teatro, no cinema, na TV e nas performances musicais, George faz sua estreia no universo dos shows on-line