Romeu e Julieta Web

.

Reprodução do Facebook da companhia
Credit...Reprodução do Facebook da companhia

Com uma linguagem adaptada aos tempos de pandemia, Romeu e Julieta Web será apresentado e produzido com total distanciamento entre os atores, inserindo novas tecnologias de videochamada no universo atemporal mítico de Romeu e Julieta, em um olhar contemporâneo sobre este clássico da dramaturgia.

Agora sob a releitura da diretora Maria Rita Rezende, e em homenagem à memória de Mariozinho Telles, consagrado ator e diretor carioca, idealizador da companhia, o grupo está preparando uma curtíssima temporada com duas apresentações "web" de Romeu e Julieta, para os próximos sábado e domingo (1º e 2), mantendo muitas das intenções artísticas da histórica e premiada direção de Mariozinho.

A mais famosa peça de William Shakespeare integra o repertório do Projeto Clássicos do Teatro, criado pelo saudoso diretor Mariozinho Telles. O espetáculo se dirige à juventude e aborda, principalmente, o tratamento dispensado às questões do amor e a violência como formas de expressão existencial; resgata Julieta Capuleto do bálsamo romântico da inocência e da submissão para revelá-la como um ícone libertário, íntegro e coerente. Em abordagem contemporânea, traz intenções coloquiais,
poéticas em linguagem adaptada aos recursos de videochamada.

Ambientado na vida contemporânea, o conflito entre Montecchios e Capuletos localiza seus personagens nas tribos e nos grupos urbanos; preservando a beleza dos versos de Shakespeare na tradução irretocável do poeta Onestaldo de Pennafort.

A apresentação — inspirada na direção brilhante de Mariozinho Telles, agora sob a releitura da diretora Maria Rita Rezende — fala na linguagem direta do Rap e do Hip Hop com sotaque carioca.

A encenação desenvolvida por Mariozinho Telles, sem cenários, constrói os ambientes e os climas a partir do estudo corporal das atitudes e posturas que a arquitetura, a geografia e as situações impõem; atores em palco livre revezam-se pelos personagens que povoam a ação de William Shakespeare.

Dramas, amores, contratempos, duelos e reviravoltas, que outrora movimentavam os palcos nas apresentações de Romeu e Julieta, serão agora desenvolvidos a partir da dinâmica da videochamada, em que os atores vivem suas interações e emoções mais profundas pelo intermédio da tecnologia, unindo a perspectiva contemporânea da peça com a linguagem apresentada.

O corpo e a voz, no tempo e no espaço, sempre foram os elementos primordiais desta pesquisa de linguagem, que agora inspira na versão "web".

Iniciada por Mariozinho Telles nos idos da década de 70, desde sua montagem de "Striptease", de Slawomir Mrozek, sucesso de crítica e bilheteria no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, teve continuidade nos anos 90 com a montagem de "Um homem é um homem" de Bertolt Brecht, nos teatros Gláucio Gill e João Caetano, no Rio de Janeiro. Em 2006, Mariozinho aprofunda essa pesquisa com as montagens de "Romeu e Julieta", de William Shakespeare, e "Antígona", de Sófocles, espetáculos desenvolvidos no processo de investigação cênica do Curso de Interpretação do Projeto Clássicos do Teatro, na Casa de Cultura Laura Alvim, e contemplados com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz - 2006. Em 2008, "Comédias de Arthur Azevedo" passaram a integrar o repertório.

Serviço: "Romeu e Julieta Web" / Tradução: Onestaldo de Pennafort / Adaptação: Mariozinho Telles / Direção: Maria Rita Rezende / Elenco: Roberta Mancuso, Karina Diniz, Lenilson de Mello, Luciana Albertin, Carolina Bento e Fábio de Lima. / Dias: 01 e 02 de maio de 2021. / Horário: 20h30 / Duração: 55 min / Classificação: 10 anos / Ingressos pelo Sympla. R$ 100,00 (inteira), R$ 50,00 (meia) R$ 30,00 (ingresso amigo) R$ 10,00 (social). Realização do Teatro de Roda.