Novo filme de Philippe Falardeau vai abrir o Festival de Berlim

“My Salinger Year”, do diretor canadense Philippe Falardeau, será o título de abertura do Festival de Berlim  2020. Estrelado por Margaret Qualley e Sigourney Weaver, o filme é baseado no romance do mesmo nome da autora americana Joanna Rakoff.

Macaque in the trees
Sigourney Weaver em My Salinger Year (Foto: Reprodução)

Qualley vive Joanna, uma aspirante a poeta, que trabalha como assistente da agente literária Margaret (Weaver), na função de responder as mensagens de fãs do cultuado autor J.D. Salinger, orgulho da agência.

A atriz tem sucesso recente nas telas em “Era uma vez em... Hollywood”, de Quentin Tarantino, indicado ao Oscar. Weaver, entre inúmeros outros papéis, viveu a inesquecível Ripley de “Alien, o Oitavo Passageiro”, de Ridley Scott.

Ao fazer o anúncio, Carlo Chatrian, diretor artístico do festival, manifestou sua satisfação com a escolha.

“Estamos muito satisfeitos em abrir o festival com o filme. Philippe descreve o pequeno mundo literário de Nova York dos anos 1990 com muito humor, sem esquecer o século XXI e o papel unificador que a arte desempenha em nossas vidas. Estamos ansiosos para recebê-lo, bem como Margaret, Sigourney e outros membros da equipe do filme”, ressaltou Chatrian.

Falardeau, por sua vez, disse estar emocionado que “My Salinger Year” seja o filme de abertura do festival.

“Não poderíamos esperar uma estreia mundial melhor. No passado, a Berlinale estreou com filmes maravilhosos de diretores consagrados, e nem preciso dizer o quanto estou honrado por estar nessa lista. Tenho boas lembranças do festival, onde um dos meus filmes foi premiado na Generation. Estou ansioso para me reunir com Margaret e Sigourney para o evento”, declarou.

De fato, o diretor está de volta ao festival onde ganhou, em 2009, o Grand Prix do júri internacional da Geração Kplus e o Urso de Cristal para melhor filme com “Não fui eu, eu juro!”.

A Berlinale – comemorando sua 70ª edição – acontece de 28/02 a 01/03.