O paradoxo do ator

Ser ator é colocar-se no lugar dos outros e ver até aonde você consegue chegar para entendê-los ver dadeiramente a transformação do ator no exaurido dicky – boxeador de peso meio-médio que, em parte do filme, é viciado em crack – demonstra outras características físicas de bale, que também incorporou o lunático vaidoso de psicopata americano (2000) e o insone magro de o operário (2004), para o qual perdeu cerca de 30 quilos.

O ator interpretou personagens reais antes, mas com o efusivo eklund, bale teve, pela primeira vez, um modelo vivo diante dos olhos, com maneirismos distintos e padrões de discurso para se inspirar.

– é difícil me interpretar porque falo muito rápido – disse eklund por telefone ( além da velocidade, existe ainda os fatores complicadores de um sotaque muito regional e extenso trabalho dental ). – tenho meu próprio jeito de falar.

Russell destacou que a tarefa de bale envolvia muito mais do que imitação no novo filme.

– dicky tem um ritmo característico, uma musicalidade própria– especifica. – christian teve que entender como a mente do homem funciona.

Russell se impressionou com a dedicação de bale para ficar na pele do personagem. – não sei o que faço – responde bale. – se outras pessoas veem a minha atitude como ficar na pele do personagem, vou aceitar a definição delas para isso.

No ano passado, uma gravação de bale brigando com um integrante da equipe no set de o exterminador do futuro: a salvação vazou, tendo várias paródias e remixagens; a falação de dez minutos é feita com sotaque americano que adotou para o filme.

– david dizia algumas vezes, ‘ok, seja dicky,’ e não é assim que trabalho – disse bale.

Em vez disso, o ator ofereceu uma analogia pavorosa: “faço isso de forma lenta, como um sapo que você põe na água fria e esquenta devagar a água de forma que não saiba que está sendo cozido vivo. e quando você faz isso dessa forma, pode levar um pouco de tempo para esfriar”.

O exemplo mais nítido da técnica de bale de imersão no personagem continua sendo o operário , que o introduziu ao que chamou de “um nível de com prometimento que descobriu gostar bastante”. perder um terço do peso para um papel pode parecer o princípio mórbido do masoquismo de um ator – com o rosto magro e as costelas assustadoramente visíveis, ele parecia passar fome – mas bale fala disso quase como um ritual de purificação: – eu precisava. sentia uma deterioração no trabalho e isso me rejuvenesceu.

Nascido em uma família nômade (o pai era piloto, a mãe artista circense), bale atua desde criança. o papel que o tornou conhecido veio aos 13 anos, no filme império do sol , de steven spielberg. quando jovem, bale ficou marcado como galã de época (em adoráveis mulheres , retrato de uma mulher , o agente secreto ). o ator mostrou versatilidade em colaboração com diretores de filmes alternativos – todd haynes em vel vet goldmine , mary harron em psicopata americano – apenas para entrar em outros filmes de ação independentes como equilibrium e reino de fogo .

Quando nolan encontrou bale pela primeira vez, o ator se preparava para o operário . bale.