Heloisa Tolipan

De cara para a parede tem dvd da plap (pedro luis e a parede, você sabe, né?) chegando às lojas: o navilouca ao vivo , gravado, em setembro, no circo voador. é claro que a gente foi bater um papo com os músicos para saber como foi fazer o primeiro registro audiovisual da banda, já com 15 anos de carreira.

Haja história para contar...

O quanto a banda se envolveu na direção do dvd? c.a. ferrari – a gente gosta de dar opinião. não fizemos pedidos específicos, mas as ideias pintaram nas conversas com as diretoras gabriela gastale e gabriela figueiredo . fazer um formato mais clássico, que valorizasse o som, era um desejo. hoje, a vida anda tão superficial... queríamos fazer as pessoas se aprofundarem na nossa música.

Rolou alguma preparação antes de entrarem no palco? celso alvim – a plap não tem grito de guerra, só axé. sempre rola uma concentração, o aquecimento de cada um com seu instrumento, lembrar dos últimos detalhes. se a gente entra no palco desconcentrado, isso acaba se refletindo na performance.

Deu zebra durante a gravação? c.a. ferrari – a gente gosta de fazer o show do dvd direto, sem ter de repetir música, mas, no fim, durante a participação do lenine , três das seis câmeras não funcionaram.

Foi uma falta de luz parcial.

Ficou até bacana, um clima meio ranormal... ( risos ) sidon silva – uma vez nós estávamos tocando no hipódromo up, na e, nesse dia, o querido produtor capone (1966-2004) estava controlando o som, quando um fusível queimou. continuamos tocando numbra, lembro que as paredes vam. até chegamos a guardar o como recordação. então acho que apagão da gravação do dvd canja do tom vinda do além.

Vocês tocaram pela primeira uma edição do cep 20.000,.

Zada pelo poeta chacal e por melamed. chacal foi o mestre rimônias do dvd. e o michel? sidon – ele estava em meio vações de afinal, o que querem lheres? e não pôde apresentar com o chacal. mas chamamos chel de dindinho até hoje! a percussão é destaque na plap.

Cês se sentem responsáveis zer a percussão para os holofotes? por trasidon – a gente não quer esse título.

A nação zumbi, por exemplo, surgiu na mesma época. o disco olho de peixe , do lenine com o marcos suzano , foi um marco na música mundial...

Esses sim colocaram a percussão na sala de jantar. a música brasileira é muito rica na parte percussiva e ficamos felizes de estarmos levando isso para fora do país. quando viajamos, vemos que os gringos acham que o brasil só tem bossa nova e axé.

E o próximo disco de inéditas? sidon – calma! passado o carnaval, vamos cair na estrada com o show do dvd e, só depois, pensaremos em algo novo. mas o pedro (luis) deve ter muita música guardada no baú. e, agora, temos como ir registrando em casa, no estúdio que montamos em botafogo.

Mas temos outras ideias além de lançar cd. estamos discutindo opções, como transmitir nossos ensaios ao vivo pela internet e disponibilizar músicas no site. nossa vontade é de ir lançando material novo aos poucos. foi uma vez em organimichel de ceàs graas mujunto o mivo gávea, tom da casa na pesuafusível esse.