Nada patricinhas

34

do. Somoscompletamente diferentes! Tive muita difi- culdade com esselado pa- tricinha dela. Mesmo assim,a atriztra- ça paralelosentre Titae Alice, suapersonagem na série da HBO. – Acho que as duas passam porum momentodetransi- çãodepois quelevamuma pancada– explica.–Tanto

Alice

quanto

Muita calma nessa hora

falam sobre como se reerguer depois de tomar uma rasteira da vida. Antes dasfilmagens de

Muita calma nessa hora

, que tem roteiro eprodução de Bruno Mazzeo,Andréia fi- cou um mês ensaiando com Fernanda e Gianne em uma casa em Búzios. Tempo su- ficiente para que as atrizes, muito diferentes entre si, adquirissem a sintonia cer- ta.O desafiomaior, noen- tanto, foise adaptarem meio a umelenco formado em suamaioria poratores conhecidos por suas contri- buiçõespara acomédia, desde Marcelo Adnet a Ser- gio Mallandro,passando por Marcos Mion. – A comédia está no olhar e na vida deles. Eles são como uma metralhadora de piadas – elogia Andréia, mais acos- tumada com ohumor quan- do está em cima do palco. – A comédia éum gêneromuito “sério” e eles estão sempre prontos, sempre espertos pa- ra rir das situações. Apesar da capacidade que os atorestêm em criar tiradas, situações engraça- das, o tempotodo, a atriz conta que houve pouca im- provisaçãodurante asfil- magens. – É preciso ter cuidado com o improviso – alerta. – Se vo- cê exagera, faz um show à parteeperde apiada.Mas tem umacoisa ououtra no filme que veio de

caco

. Com a voz rouca e aparên- cia cansada, Andréia se pre- para agora para tirar um pe- ríodo de férias. Foram meses de trabalhoemendando as gravações da minissérie

A cu- ra

, no qual fez par com Selton Mello, com as do longa

Muita calma nessa hora

,e ainda a promoçãodo telefilmeba- seado em

Alice

. – Não paro desde março – conta, com a voz falha e en- t re c o r t a d a .

Divulgação

HUMOR SEM ‘CACO’– A atriz se diverte com o ator Marcos Mion