Cheia de amor

Divulgação

MADURA– Nesta nova fase, Simone apresenta um trabalho mais denso e feliz

A cigarra daMPB disse também que otrabalho deescolha doscom- positores para

Na veia

, disco que deu origemaeste show,foimuitobem articuladoeque eleslogocompra- ram a ideia do repertório amoroso. – Eu já tinha toda a ideia do CD muito bem delineada na minha ca- beça e passei isso para eles – lem- bra. – O Erasmo Carlos não só aten- deu ao meu pedido como me man- dou duas composições. Eu já tinha gravado o Erasmo meninão e, ago- ra, este outro mais denso... não tive dúvida: graveias duas!Adriana Calcanhottome mandouvárias, escolhi duas também, e o restante ficou para um próximo disco. A cantora também incluiu Mari- na, Abel Silva, Martinho... – E compositores que admiro mui- tíssimo – completa. –E que me de- ramesses presentestão lindos.O Paulo Padilha, um novo compositor da cena paulistana, me entregou

Lo - ve

, e até me atrevi a cantar uma com- posiçãominha,que fizcomoHer- mínio em 1976. De acordocom acantora, todosos compositores entenderam o seu de- sejoe oespíritoqueela gostariade imprimir neste trabalho, sendo muito exatos nas escolhas das composições que têm a ver com o tema principal de seu trabalho desde sempre: o amor. – O amor romântico sempre foi muito presente na minha interpre- tação, em suas inúmeras situações mas,nesteshow, eucantooamor bem resolvido, feliz – define. – Es- terepertório éum espelhobem fiel do que sou hoje, do meu olhar maduro sobre as coisas,e o tema ainda é capaz de tocar as pessoas. Por mais que se fale, ou até se pra- tique o contrário, ninguém vive sem amor.