Filmes Explicam Lacam

Divulgação

Renato Nunes Bittencour t

Sla v oj Ziz ek se des- taca na cena filosó - fica contemporânea por sua ha bilidade intelectual em esta - belecer as mais sur pr eendentes associações no campo da crítica da cultur a e dos v alor es moder - nos. Em

Como ler Lacan

, encon - tr amos ecos da mesma tônica pr esente em obr as de polêmica r eper cussão nos meios acadêmi - cos como

Lacrimae r erum

. Utilizando a mar cante in- fluência de J acques Lacan na constituição de sua tr ajetória intelectual, Ziz ek utiliza a obr a do psicanalista fr ancês como auxiliar par a a compr eensão da violência contemporânea, a se xualidade, o terr orismo , as no v as configur ações econômi- cas, a cr escente virtualização das r elações pessoais e a e s- tética cinemato g ráfica. Ziz ek dedica-se à questão do “outr o”, que na e xperiência cotidiana é consider ado como alguém “ótimo” desde que sua pr esença não in v ada o campo e xistencial, atuando de f ato co- mo “outr o”. Com unicamo-nos com o m undo inteir o , mas so- mos incapaz es de compr een- der os pr oblemas de nossa pró- pria dinâmica sóciopolítica – eis o par ado xo da r ealidade vir- tual. O filósof o eslo v eno cons- tata que vi v e mos sob a asfi- xiante “ditadur a do goz o”, im- per ati v o maior do hedonismo desenfr eado vigente, tão bem apr o v eitado pela publicidade, que f ornece diariamente os r ecur sos materiais necessá - rios par a a man utenção des - sa dependência simbólica em nossas vidas. Reconhecendo a comple xi- dade do pensamento lacania- no , Ziz ek se esf orça em de- monstr ar o quão importante e r ele v ante é Lacan par a a e x - periência cultur al, f az endo uso de filmes par a esclar ecer al- guns conceitos. Suas análises cinemato g ráficas de obr as de Hitc hcoc k, K ubric k, Da vid L ync h, entr e outr os, são sem- pr e mar cadas pela originalida- de e per spicácia na compr e- ensão dos elementos simbóli- cos que se encontr am masca- r ados na narr ati v a linear . Pr o- pondo no v as inter pr etações a partir dos signos lacanianos, Ziz ek apr esenta sentidos am- bi v alentes par a filmes imorta- lizados pela crítica, como

Ca - sablanca

, por e xemplo .

Como ler Lacan

de f orma a l- guma é uma obr a de di vulga- ção par a leitor es apr essados e ávidos de conhecer em de modo acessív el e fácil a intrinseca- mente comple xa teoria laca- niana; pelo contrário , é um en- saio que, ao defender a p er- tinência das teses do psicana- lista fr ancês par a o rigor oso entendimento da or ganização social em seus apar atos sim- bólicos, imaginários e r eais, e videncia como somos de v e do- r es do legado lacaniano sem que nem m esmo tenhamos consciência disso . Ziz ek demonstr a que con - ceitos como “r ecalque”, m ui - to longe de ser um jar gão par a os não iniciados, f az em parte do cotidiano , estando pr esentes em nossas confi - gur ações e xistenciais. O li - vr o é uma desmistificação justa e honesta que põe em e vidência o inestimáv el v a - lor da obr a lacaniana par a a desmontagem semiológica da cultur a pós-moderna.

IDEIAS e LIVROS

Filmes explicam

Slavoj Zizek usa o cinema para estudar a obra do psicanalista francês

Lacan

OS PÁSSAROS

– Zizek navega em Bodega Bay , cenário de Hitchcock Doutor em filosofia pelo PPGF-UFRJ.

Como ler Lacan

Slavoj Zizek Zahar | T rad: Maria Luiza X. de A. Bor ges 160 páginas. R$ 29