programas

-->vez que a obra Souvenir de Rio de Janeiro será exibida. Outro destaque na exposição é o retrato de Dom Pedro II, ainda jovem, realizado por Rugendas em 1846. O Brasil colonial, com enfoque no Brasil holandês também é representado. Outra parte fundamental da exposição é formada por um conjunto de quadros e gravuras dos viajantes e naturalistas, com ênfase na iconografia do Rio de Janeiro e de São Paulo, e nos álbuns de gravuras da fauna e flora brasileiras. Entre os destaques estão Pa - norâma da Cidade de São Paulo [ Provìncia], 1821, de Arnaud Julien Pallière, e o recém-descoberto Segundo Casamento de D. Pedro I, 1829, de Debret. A última parte da mostra contém livros de grande relevância na cultura brasileira, manuscritos de todos os governantes do país e documentos do período da escravidão. Um dos mais amplos e significativos acervos de memória histórica e visual brasileira formado nos últimos 10 anos, por iniciativa do empresário Olavo Setubal. Até agora já foi vista por quase 100 mil pessoas. -->Museu Nacional de Belas Artes -->, Av. Rio Branco, 199, Centro (2219-8474). 3ª a 6ª, das 10 às 18h, sáb., dom. e feriado, de meio-dia às 17 h. R$ 5. R$ 2 alunos da rede particular. Estudantes da rede pública, menores de 10 anos e i dosos não pagam. Grátis aos domingos. Até 21 de novembro. -->CHRISTIAN LEPERINO -->– Degradação urbana nas ci - dades industriais é o tema da exposição -->Human escape -->.A exposição conta com 14 pinturas em grande formato feitas em óleo sobre PVC expandido. -->Museu de Arte Con - temporânea de Niterói- MAC -->, Mirante da Boa Viagem, Boa Viagem, Niterói (2620-2400). 3ª a dom., das 10h às 18h. R$ 4. Meia-entrada para idosos. Grátis para menores de 7 anos. Até 3 de outubro. -->CRISTINA SALGADO -->– Criar uma obra para o antigo cofre da Casa França-Brasil. Cristina Salgado é a primeira a aceitar o desafio, desenvolvendo a instalação Vista . É como se a obra fizesse parte da mesma estrutura. Toda a extensão da parede do fundo do cofre será recoberta por uma “pele” drapeada, formando relevos que podem sugerir dobras corporais. A presença do corpo é dada, mais explicitamente, pela visualidade rósea do material e seu aspecto orgânico. Assim, as relações entre a ex - terioridade da pele, a interioridade do cofre e a função visual indicada pelo título são algumas das peças com as quais a artista conta para acionar uma produção de significações poéticas por parte do observador. -->Casa França-Brasil -->, Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro (2332-5120). 3ª a dom, das 10h às 20h. Grátis. Até 7 de novembro -->DANIEL TOLEDOLAMBE -->– Sob Curadoria de Ducha galerias do Espaço Municipal Sérgio Porto recebe a exposição -->Lambe lambe troca troca -->. O artista apresentará um painel gigante de 2x40 metros, criado especificamente para o espaço da galeria e que ocupa todas as paredes do local. No painel, oito imagens em tamanho real registram a performance -->Troca troca -->, na qual oito pessoas enfileiradas se despem e trocam as roupas. -->Centro Cultural Mu - nicipal Sérgio Porto -->, Rua Humaitá, 163, 2º andar, Humaitá (2266-0896). 3ª a dom., das 14h às 22h. Grátis. Até 29 de novembro. -->DAVID BATCHELOR -->– O britâncio David Batchelor expõe, pela primeira vez na cidade, obras feitas com objetos coloridos do cotidiano e cores industriais. Na exposição Chromophillia um conjunto de 100 desenhos e uma projeção de slides da série -->Found monochromes -->estará presente. -->Paço Imperial, Praça Quinze de No - vembro -->, 48, Centro (2533-4407). 3ª a dom., do meio-dia às 18h. Até 31 de outubro. -->DR. GETULIO: ENTRE O TRABALHO E OS LIVROS -->– Exposição que conta com 50 edições raras de livros da biblioteca pessoal do ex-presidente Getulio Vargas, que contava com cerca de mil exemplares. Dentre os que estarão expostos -->A divina comédia -->, de Dante Alighieri. Títulos autografados, como -->Olinda: segundo guia prático, histórico e sentimental de cidade brasileira -->, de Gilberto Freyre, também compõem a mostra, juntamente com objetos pessoais de Vargas, como msua mesa de trabalho e a farda utilizada na cerimônia de posse da Academia Brasileira de Letras, em 1943. -->Museu da República -->, Rua do Catete, 153, Catete ( 3235-2650). 3ª a 6ª, das 10h às 18h; sáb., dom., e feriados, das 13h às 18h. R$ 6, grátis às 4ª e dom. Até 30 de setembro. -->ENRICA BERNARDELLI -->– Exposição -->Filme U -->, apresenta fragmentos de um filme imaginário. As imagens, livres da película, renascem como objetos, em projeções ou es - culturas. Fotografias e outras esculturas também com - põem a exposição. -->Galeria Laura Alvim -->, Av. Vieira Souto, 176, Ipanema (2332-2017). 3ª a dom., de 13h às 21h. Grátis. Até 3 de outubro. -->FLIEG: FOTÓGRAFO -->– Exposição apresenta retros - pectiva obra do alemão Hans Gunter Flieg com 180 imagens. Flieg r egistrou, por 40 anos, o desenvolvimento industrial brasileiro, além de ter documentado o design, a arquitetura e a publicidade no país entres os anos de 1940 e 1980 – fotografando instalações industriais, edificações e objetos que revelam esse período. Na exposição, os visitantes poderão ver, por exemplo, imagens das ins - talações industriais de empresas como Willys-Overland, Mercedes-Benz e Marcas Famosas S/A, pioneiras da indústria automobilística no Brasil. -->Instituto Moreira Sal - les -->, Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea (3284-7400). 3ª a 6ª, de 13h às 20h; sáb., dom., e feriados, das 11h às 20h. Grátis. Até 20 de outubro. -->FRED SANDBACK: OS ESPAÇOS NAS ENTRELI - NHAS -->– A mostra traça um panorama da obra de Fred Sandback (1943-2003), i niciada em 1968, quando ele estudava escultura na Yale School of Art and Architecture, em Nova York. O público poderá conferir não só as esculturas, mas também trabalhos menos conhecidos do artista, como desenhos, gravuras, litografias e serigrafias, realizados ao longo de cerca de 40 anos de carreira. -->Instituto Moreira Salles -->, Rua Marquês de São Vi - cente, 476, Gávea (3284-7400). 3ª a 6ª, de 13h às 20h; sáb., dom., e feriados, das 11h às 20h. Grátis. Até 24 de outubro. -->FRUTO ESTRANHO -->– Obras monumentais que so - madas pesam 20 toneladas. Na exposição de Nuno Ramos, três peças inéditas serão exibidas. Sob curadoria de Vanda Klabin, -->Fruto estranho -->, -->Verme -->e -->Monólogo para um cachorro morto -->ocuparão três mil metros quadrados. A obra que dá nome à mostra, se constitui de dois aviões monomotores reais, embrenhados em dois troncos de árvores. Um monitor de vídeo com a cena, em câmera lenta, do filme -->A fonte da donzela -->(1960), de Ingmar Bergman, também será exibida com trilha sonora de -->Strange fruit -->(Fruto estranho), composta em 1936 por Abel Meeropol. A obra -->Verme -->é composta de duas imensas esferas de areia socada, com 3,4 m de altura. De dentro das esferas sairá um filme projetado na parede, em que dois atores, sentados em cadeiras colocadas a 3,5m de altura, lêem o texto -->Verme -->, escrito por Nuno Ramos. Os atores falam as palavras alternadamente, exceto os substantivos e a palavra “verme”, ditos em uníssono. A terceira peça são cinco pares de lápides de mármore, colocados de frente uns para os outros, com um texto incrustado na face interna, dificultando a l eitura. Há também um vídeo com imagens de um cachorro morto numa rodovia em São Paulo, e o som da leitura do monólogo escrito pelo artista. -->Museu de Arte Moderna -->, Av. Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2286-7926). 3ª a 6ª, das 12h às 18h; sáb., dom., e feriado, das 12h às 19h. R$8. Idosos e estudantes maiores de 12 anos pagam meia. Grátis para amigos do MAM e crianças até 12 anos. Domingos, ingresso família para até 5 pessoas R$ 8. -->GENEALOGIAS DO CONTEMPORÂNEO - COLEÇÃO GILBERTO CHATEAUBRIAND -->– Com peças do período moderno até o ano de 1970, a exposição traz o acervo de Gilberto Chateaubriand. Sob curadoria de Luiz Camillo Osorio, a mostra reúne 100 obras. Dentre elas, diversos artistas como Anita Malfati, Carlos Vergara, Alfredo Volpi, Oswald Goeldi, Helio Oiticica, Wesley Duke Lee, Tarsila do Amaral, Flávio de Carvalho, entre outros, estarão com pinturas, esculturas, fotografias, desenhos e objetos ex - postos. -->Museu de Arte Moderna -->, Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2240-4944?). 3ª a 6ª, de meio-dia às 18h, sáb. e dom. do meio-dia às 19h. R$ 8. -->HÉLIO OITICICA -->– A Casa França-Brasil recebe a retrospectiva da obra de Hélio Oiticica ( 1937-1980). Com curadoria de Fernando Cocchiarale e Cesar Oiticica Filho, a exposição -->Museu é o mundo -->possui 90 peças, além de filmes, fotografias e documentos. -->Casa França-Brasil -->, Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro (2332-5120). 3ª à dom., das 10h às 20h. -->Paço Imperial -->, Praça Quinze de Novembro, 48, Centro (2533-4407). 3ª à dom., de meio-dia às 18h. -->Centro Cultural Cartola -->, Rua Visconde de Niterói, 1296, Mangueira (3234-5777). 3ª à dom., das 10h às 18h. -->Museu de Arte Moderna -->, Avenida Infante Dom Henrique, 85, Flamengo (2240-4944). 3ª a dom., das 10h às 18h. Grátis. Até 21 de novembro. -->IMPERMANÊNCIA -->– Sob curadoria de Alberto Saraiva, o misticismo do jogo de tarô se mistura ao universo da bolsa de valores nessa vídeoinstalação. Criado pelos artistas Luisa Friese e Ricardo Cutz, o projeto une tecnologia a arte e espiritualidade a economia. -->Oi Futuro Flamengo -->, Rua Dois de Dezembro, 63 (Nível 8), Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. Grátis. Até 3 de outubro -->LENORA DE BARROS -->– Desde 2006 sem realizar exposição individual no Rio de Janeiro, com a obra -->Revídeo -->é traçada uma retrospectiva. Pela primeira, todas as video performances da artista paulistana em uma única exposição. Trabalhos feitos desde 1984 até hoje estarão presentes na mostra. -->Oi Futuro Flamengo -->, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. Grátis. Até 17 de outubro. -->LIVRO DE SOMBRAS -->– A mostra é composta pelo livro-objeto -->O livro de sombras 2 -->, de Luciano Figueiredo, o poema de Antônio Cícero, que faz parte do livro e pode ser ouvido com head-fones, e três filmes de André Parente e Kátia Maciel. -->Oi Futuro Ipanema -->, Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema (3201-3010). 3ª a dom., das 13h às 21h. Grátis. Até 17 de outubro. -->LOTTIE CHILD -->– Sob curadoria do artista plástico Ducha, a exposição -->Arte correio -->vem de Londres, através de uma obra da artista inglesa Lottie Child. Em suas andanças pelo Rio de Janeiro, Lottie produziu especialmente para a exposição Arte Correio um manual todo em inglês, em linguagem de cordel, dando orientações de como brincar e como andar com segurança pelas ruas do Rio de Janeiro. O cordel produzido pela artista pode ser levado, gra - tuitamente, para casa pelo público. -->Centro Cultural Mu - nicipal Sérgio Porto -->, Rua Humaitá, 163, Galeria Mar - cantonio Villaça 1 (primeiro andar), Humaitá (2266-0896). 3ª a dom., das 14h às 22h. Grátis. Até 29 de novembro. -->LUCIO SALVATORE -->– Uma série de retratos nada convencionais. Na exposição -->One blood -->, de Lucio Sal - vatore, os retratados utilizam o próprio sangue nas obras. Além dos 17 retratos de pessoas que doaram o próprio sangue para seus retratos, a exposição conta com um vídeo e mais 12 retratos de personalidades como Vinicius de Moraes, Oscar Niemeyer e Marina Abramovic, para quem Lucio Salvatore acredita dever tributos e agra - decimentos por inspiração e ensinamento. A mostra é também uma forma do artista homenagear e agradecer a cidade que o recebeu bem e o inspirou. -->Centro Cultural Correios -->, Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro (2253-1580). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis. -->NOEL ROSA -->– Em homenagem ao centenário do compositor Noel Rosa, bem como à Vila Isabel, f otos históricas do bairro serão exibidas. Na exposição, com curadoria da historiadora Lili Rose, importantes cons - truções, como o primeiro zoológico do Rio de Janeiro, as linhas de bondes e a Fábrica de Tecido Confiança são destaques. O seu filho mais ilustre, Noel, também terá seu rosto na mostra, junto a outras personalidades de Vila Isabel como Braguinha, Almirante e Martinho da Vila. -->Shopping Iguatemi Rio -->, Barão de São Francisco, 236, Vila Isabel (2577-8777). Diariamente, das 10h às 22h -->NOTAS DE UM DESABAMENTO -->– O artista Thiago Rocha Pitta apresenta dois trabalhos, que dialogam entre si. Em -->Herança -->, vídeo de 2007, o artista rememora a figura do pai, ao mostrar um barco carregando duas árvores que navega até desaparecer no horizonte. Já em -->Projeto para uma pintura com temporal # 4 -->, o artista, por meio de uma instalação, apresenta uma paisagem com lago e mon - tanha, onde a imagem, feita de limalha de ferro, sofre uma erosão lenta provocada pela umidade do local, criando uma pintura no tempo. -->Cavalariças da Escola de Artes Visuais do parque Laje -->, Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico (3257-1800). 2ª a 5ª, de 12h às 20h; 6ª a dom., de 10h às 17h. Grátis. Até 10 de outubro. -->PAULO SANTOS -->– O artista traz cerca de dez obras de inspiração surrealista mescladas com o “pop tupiniquim” para expressar suas reflexões sobre religiosidade, a força da propaganda e a esperança do Brasil no futuro, dentre outras questões vivenciadas pelas mais variadas camadas sociais da vida urbana. Curadoria: Airton I greja. -->Centro Cultural Justiça Federal -->, Av. Rio Branco, 241, galerias do 1º andar, Centro (3261-2550). 3ª a dom., de meio-dia às 19h. Grátis. Até 3 de outubro -->POESIA: DO DÁCTILO AO DÍGITO -->– Mostra póstuma que reúne trabalhos de poesia visual de Erthos Albino de Souza (1932-2000), que vão desde as poesias escritas tradicionalmente nas máquinas de escrever dos anos 60, passando pelas impressões em computador até os poemas-objetos e colagens fotográficas. A curadoria é de Augusto de Campos e André Vallias. -->Instituto Moreira Salles -->, Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea (3284-7400). 3ª a 6ª, de 13h às 20h; sáb., dom., e feriados, de 11h às 20h. Grátis. Até 24 de outubro. -->PROJETA ESTA CASA – RETRATOS DAS MORADAS BRASILEIRAS -->– Exposição do fotógrafo carioca Fran - cisco Moreira da Costa, que durante seu trabalho no Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), de 2001 a 2009, registrou o i nterior de casas de diversas localidades do país. O objetivo do projeto é compreender a importância de determinados lugares para as diferentes manifestações das culturas populares, investigando o tema da morada como território de identidade e espaço de sociabilidade do brasileiro. -->Sesc Madureira -->, Rua Ewban - ck da Câmara, 90, Madureira (3350-7744). 3ª a 6ª, de 13h30 às 21h30; sáb., dom., e f eriados, de 9h às 18h. Grátis. Até 30 de setembro. -->PROJETO RESPIRAÇÃO -->– Anna Maria Maiolino é a próxima artista convidada do Projeto Respiração. Sob curadoria de Marcio Doctors e participação especial de Sandra Urizzi Lessa, a 12ª exposição oferece vista guiada à obra. A exposição denominada É usa o fogo como metáfora para criar arte, que pode ser visto na ví - deo-instalação e na performance que será repetida na abertura da exposição. O som realizado por Maiolino é outra peça chave dessa instalação/performance. A artista habita a casa novamente com sons que trazem de volta a vida interrompida e paralisada no momento em que a casa vira museu. São sons que chamam por nomes co - nhecidos, sussurros e falas i ncompreensíveisSão os medos, os desejos e os sonhos de Eva Klabin trazidos à tona novamente. -->Fundação Eva Klabin -->, Av. Epitácio Pessoa, 2480, Lagoa (3202-8550). 3ª a dom., das 14h às 18h. R$ 10. Crianças e idosos pagam meia. Grátis para crianças até 10 anos. -->RENAN CEPEDA -->– Com apenas uma lanterna e duas câmeras é possível fazer arte. Na -->Expofoto / Night paintings -->do fotógrafo Renan Cepeda, sob curadoria de Pedro Agilson, imagens feitas em completa escuridão criam retratos e paisagens noturnas. -->Oi Futuro Fla - mengo -->, Rua Dois de Dezembro, 63, Nível 8, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. Grátis. -->SIMONE MICHELIN -->– 30 anos de trajetória reafirmam o interesse pela trama complexa de relações interdepen - dentes. Simone Michelin, com -->Qualia -->investiga a cons - trução da realidade e o nosso papel, enquanto indivíduos e sociedade, nesse processo. A artista, nascida no Rio Grande do Sul e radicada no Rio de Janeiro, exibe a obra Qualia, realizada especialmente para a exposição. -->Oi Futuro Flamengo -->, Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo (3131-3060). 3ª a dom., das 11h às 20h. Grátis. -->TATIANA VERBICARIO -->– A exposição -->Novos Desenhos -->traz cerca de 20 desenhos em nanquim sobre papel canson. Sob a curadoria de Jane Figueiredo, diferentes núcleos de pequenas histórias sem texto são criados, mas com ilustração de ideias que o espectador acompanha. -->Centro Cultural Justiça Federal -->, Av. Rio Branco, 241, galerias do 1º andar, Centro (3261-2550). 3ª a dom., de meio-dia às 19h. Grátis. Até 10 de outubro. -->TOYS É NÓIS -->– Sob a curadoria de Isabel Portella, a exposição conta com quatro obras que mostram com - portamentos antropomórficos que as crianças atribuem a bonecos e bichinhos, inserindo-os em seus universos pessoais e elaborando relacionamentos diversos. O tra - balho de Claudia Hersz é fruto da observação de que crianças constroem mundos com seus brinquedos. -->Cen - tro Cultural Justiça Federal -->, Av. Rio Branco, 241, galerias do 1º andar, Centro (3261-2550). 3ª a dom., das 12h às 19h. Grátis. Até 10 de outubro. -->VOLTE SEMPRE -->– A inglesa, Julia Miranda, filha dos artistas plásticos Luiz Aquila e Liz Miranda, expõe obras que representam bem a r ota em que está acostumada a viver: Rio-Londres. -->Paço Imperial, -->Praça Quinze de Novembro, 48, Centro (2533-4407). 3ª a dom., do meio-dia às 18h. Grátis. Até 31 de outubro.-->ÚL TIMO DIA-->ANITA MALFATTI – 120 ANOS -->– Considerada a mais importante r etrospectiva da obra da artista paulistana, a exposição contempla t odas as fases e vertentes da trajetória artística de Anita Malfatti, precursora do mo - dernismo na arte brasileira. Ao todo são 120 obras, vindas de 70 museus e de algumas coleções particulares. A mostra inclui obras que raramente foram mostradas ao público, sendo algumas inéditas em exposições. -->Centro Cultural Banco do Brasil -->, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). 3ª a dom., de 10h às 21h. Grátis. -->EXPEDIÇÃO LANGSDORFF -->– Exposição com cerca de quatro mil documentos sobre a principal expedição ex - ploratória ocorrida no Brasil no início do século 19. Percorrendo o Rio, São Paulo, Minas, Mato Grosso e Pará, interior à dentro, a missão abrangeu vários campos de investigação científica a partir de registros em diários de viagens e desenhos e aquarelas do alemão Johann Moritz Rugendas e dos franceses Aimé-Adrien Taunay e Her - cules Florence. -->Centro Cultural Banco do Brasil -->, Rua Primeiro de Março, 66, Centro (3808-2020). 3ª a dom., das 9h às 21h. Grátis. -->ORQUÍDEAS DA PRIMAVERA -->– Em homenagem ao botânico Frederico Carlos Hoehne, a exposição -->Orquídeas na primavera -->deixa mais colorido um dos maiores pa - trimônios do carioca. Uma realização do designer de jóias Antonio Bernardo, mantenedor do Orquidário desde 1997, e organização da OrquidaRio, a mostra contará com mais de 8.000 plantas. Destaque para a espécie Vandopsis gigantea - orquídeas com mais de 50 anos. Além de especialistas nacionais, outros cinco juízes internacionais julgarão as plantas. O público poderá eleger o melhor expositor e orquídeas serão sorteadas diaramente para quem for mais de uma vez à exposição. Além da mostra, teatro infantil, oficinas de cultivo, palestras e demonstração de ilustração botânica são atividades incluídas. -->Jardim Botânico -->, Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico (3874-1808). Sáb. e dom., das 8h às 17h. R$ 5. Idosos, crianças até 7 anos e portadores de necessidades especiais não pagam. -->POESIA VISUAL -->– O poema visual Últimas Notas Sobre o Grande Vidro, do poeta visual Roberto Corrêa dos Santos, inaugura o projeto Poesia Visual, sob curadoria de Alberto Saraiva. De dois em dois meses será exposto um poema visual de algum artista, para ampliar o acesso e a compreensão de poéticas experimentais. -->Oi Futuro Ipa - nema -->, Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema (3201-3010). 3ª a dom., das 13h às 21h. Grátis. -->ROCINHA – COTIDIANO E ARQUITETURA -->– E x- posição fotográfica do editor de fotografia da revista -->Quem -->, Rodrigo Queiroz, que apresenta 34 fotografias que re - tratam o dia a dia na comunidade. O r egistro histórico revela também imagens antigas da reserva ecológica da Rocinha, pouco conhecida pela sociedade. Na am - bientação, trechos de rádio piratas da Rocinha dão a sensação de inserção no ambinte retratado pelas fotos. -->Centro Cultural da Justiça Federal -->, Av. Rio Branco, 241, Centro (3261-2550). 3ª a dom., de 12h às 19h. Grátis. -->SALVE-SE QUEM PUDER -->– Um varal em praça pública promete levar a arte das galerias para as ruas. O projeto -->O estendal -->, promovido por fotógrafos, vai para as praças públicas. O diferencial da exposição, além do lugar, é a disposição das obras - penduradas em varais. As imagens variam. De bisturis a santos, de políticos a enchentes. A ideia do varal faz r eferência às roupas que nele ficam geralmente. Elas que secam com o tempo, as obras que perpassam o t empo em busca de novos olhares. Obras dos artistas Daniel Chiacos, Ana Rodrigues, Kelly Lima, Sílvio Moréia, Henrique Andrade, Fred Pacífico, Liliana Lindenberg, Stella Mello, Ana Cris Loureiro, Tatiana Guinle, Paulo Batelli, Karin Lerner, Carlos Brausz e Guga Millet estarão presentes. -->Praça São Salvador -->, Rua São Sal - vador, s/ nº, Laranjeiras. Grátis. Dom., a partir das 10h.-->Música-->69 EYES -->– A banda finlandesa de ‘glam gótico‘ formada por Jyrki69 (vocal) Bazie (guitarra), Timo-Timo (guitarra), Archzie ( baixo) e Jussi 69 (bateria) estão em turnê de divulgação do álbum -->Back In Blood -->e se apresentam nesta primeira edição do festival Goth I n Rio. Além disso, o evento conta com shows do duo carioca Mobius Project, do quarteto paulista Pandemonuim Army e os DJs Fester (DDK / Bazar Noir), Alexx, Roger e Cláudio Borges (Headbanger). -->Teatro Odisseia -->, Rua Mem de Sá, 66, Lapa (2266-1014). Dom., às 16h. R$ 70. Livre. Ca - pacidade: 600 pessoas. -->COMPILAÇÃO MUSICAL -->– Neste festival em que grupos independentes disputam o pódio da noite, o palco é das bandas Reefix, Bandeira 3, Primícia e Desempenho Único. -->Vittório Restaurante -->, Shopping Cittá América, Ave - nida das Américas, 700, Bloco 08, Loja 316 (3º andar), Barra da Tijuca (3237-6670). 6ª, às 22h. R$ 15. Livre. Cap.: 120 pessoas. -->DRAKE BELL -->– O cantor, ator e ’ídolo teen’ americano está pela primeira vez no Brasil e apresenta sucessos da carreira como -->Leave it all to me -->, -->Superhero bounce -->, -->Bring em out -->, -->Makes me happy -->, -->Hollywood girl -->, -->I know -->, -->Te - legraph -->e -->Lost a lover -->. -->Citibank Hall -->, Avenida Ayrton Senna, 3000, Barra da Tijuca (4003-6464). Sáb., às 22h. R$ 180 (pista), R$ 300 (pista premium), R$ 250 (poltrona), R$ 300 (camarote). 12 anos. Cap.: 8.432 pessoas. -->FUTEBOL ROCK E CERVEJA -->– No telão, os jogos do Brasileirão e, no cardápio, das melhores cervejas im - portadas à disposição. Os clientes ainda podem soltar a criança que vive dentro nas mesas de futebol de botão. Após o jogo, rola um show de rock ao vivo onde o preço do couvert artístico fica a critério do cliente. -->Rock N’ Drinks -->, Rua Aires Saldanha, 98, Copacabana (3439 1978). Dom., às 15h45. Grátis. 18 anos. Capacidade: 250 pessoas. -->VILLA LOBOS IN JAZZ -->– O grupo formado por músicos renomados como Otávio Garcia (bateria), Fernando Co - rona (piano), Felipe Poli (violão) e Ozias Gonçalves (baixo) executa com uma abordagem original a obra de Villa Lobos como compositor, e t ambém faz um resgate de cantigas da infância. -->Museu de Arte Moderna -->, Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo (2240-4944). Dom., às 11h30. Grátis. Livre. Cap.: 200 lugares.-->69 EYES