Lançamentos

-->Eu vos abraço, milhões -->Moacyr Scliar Companhia das Letras 256 páginas R$ 39,50A primeira paixão de V aldo foi a leitura. A leitura o apr oximou de Geninho. E Geninho o apr esentou ao comunismo. A ideia de que a desigualdade fosse uma injustiça e de que houvesse pessoas lutando pelo fim da opr essão social mudou a vida do gar oto. Peculiar r omance de for mação lançado por um de nossos autor es mais pr olífer os.-->T rês traidor es e uns outr os -->Mar celo Backes Recor d 176 páginas R$ 34,90É a história de um tradutor . Suas desventuras começam numa cidade Anhar etã, onde vive T oz, homem que se apaixona pela primeira vez e que encara a ameaça da mãe de se matar caso ele decida casar . É também a história do próprio nar rador , que entr elaça toda sor te de paixões e obstáculos, tão pr esentes em seu ofício.-->Fr ente fria -->Eduar do Junqueira To p b o o k s 206 páginas R$ 32,90Esta coletânea traz 25 contos. Destacam-se o clima kafkiano de “Fantasma no tribunal”, a r ecriação de um dos heterônimos de Fer nando Pessoa em “Quase Ricar do Reis”, o tom r odriguiano de “A vida como ela deveria ser” e a per meação entr e r ealismo e mistério no conto “Jim McLuhan, comandante do Sirius”.-->Como desapar ecer completamente -->André de Leones Rocco 192 páginas R$ 25Montado em fragmentos, o r omance apr esenta uma linguagem despojada, descor tinando um emaranhado de vozes, dor es, volúpias, distorções. A pr osa é seca, entr ecor tada; as ações são r epletas de sexo e violência, abrindo caminho para algum lirismo, pois é sobr etudo uma coletânea de histórias de amor .-->Oásis azul do Méier -->Altamir T o jal Calibán 104 páginas R$ 20O autor estr eou com o r omance -->Faz que não vê -->e agora nos dá esta coletânea de oito nar rativas. Segundo o escritor Alber to Mussa, que assina o pr efácio, o principal mérito é “sua língua pr ecisa, exata. Embora haja emoção, não existe subjetividade”.-->A galeria W ilson -->Maicon T enfen Gr yphus 224 páginas R$ 32,90Faz seis meses que a mulher do empr esário Mar co Antônio Flor estan desapar eceu. Quando já per d ia as esperança de encontrá-la, o marido é pr ocurado pelo detetive par ticular Har oldo Machado, que garante ter uma pista. O autor já escr eveu uma dezena de livr os de ficção.