Brasil atinge mais de 122,5 mil mortes pelo coronavírus

O Brasil registrou mais 1.215 mortes pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 em um período de 24 horas, elevando o número total para 122.596, informou o levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nessa terça-feira (1º).

Macaque in the trees
Rio de Janeiro - Com calor e temperaturas acima de 30º neste domingo ensolarado no Rio de Janeiro, máxima prevista de 36º, banhistas enchem a praia da Barra da Tijuca. Apesar da pandemia (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A taxa de letalidade sofreu uma pequena queda e está em 3,1%, enquanto o índice de mortalidade é de 58,3 pessoas por 100 mil habitantes.

Segundo o balanço, existem 3.950.931 casos da Covid-19 em todo território brasileiro, um acréscimo de 42.659 novos contágios entre ontem e hoje. Ainda conforme o Conass, a taxa de incidência continua crescendo, com 1.880,1 pessoas por cada 100 mil cidadãos.

O estado de São Paulo, que ultrapassou a Espanha no número de mortes, contabiliza 30.375 óbitos desde o início da pandemia. Ao todo, 814.375 pessoas já se contaminaram com a Covid-19.

No ranking de estados mais atingidos pela pandemia, a Bahia se mantém em segundo lugar com mais contaminados (259.418) e em sexto no número de mortes (5.448).

O Rio de Janeiro, por sua vez, aparece em terceiro na quantidade de casos (226.800) e em segundo com mais vítimas (16.217). O estado é o que apresenta maior taxa de letalidade, com 7,2%.

A média móvel de casos em sete dias voltou a subir, atingindo 40.134, enquanto a de morte está caindo e é 859.

O novo balanço é divulgado no dia em que o presidente Jair Bolsonaro prorrogou o auxílio emergencial por mais quatro meses, mas reduziu o valor para R$300.(Com agência Ansa)