Coronavírus muda agenda de desfiles

Divulgação
Credit...Divulgação

As restrições nos aeroportos europeus e os riscos de contaminações em plateias lotadas estão modificando os lançamentos de moda do hemisfério norte. Até agora a Federação da Alta Costura e da Moda, o órgão oficial da moda francesa já anunciou a saída de Masha Ma, Shiatzy Chen, Uma Wang, Jarel Zhang, Calvin Luo and Maison Mai, marcas chinesas da semana dos desfiles de inverno, que será de 24 de fevereiro a 03 de março.

Macaque in the trees
A designer chinesa Masha Ma nos ajustes de camarim, no ano passado (Foto: Divulgação)

A Camera Nazionale della Moda, que organiza a semana de Milão, de 18 a 24 de fevereiro, anunciou que acolheria os designers chineses. Só que sem desfiles ao vivo: o plano é usar as mídias sociais para exibir os desfiles em lives, comentar as coleções, vídeos e até entrevistas que darão acesso aos compradores para negociar com os criadores.

Em Paris, a maioria dos desfiles terá sensores térmicos na entrada dos convidados, para impedir os febris de entrarem principalmente nas grandes salas, como as tendas e o Grand Palais.

Já as semanas de Pequim (a partir de 25 de março) e Shangai (26 de março) foram adiadas.

Aguarda-se a visão de plateias de máscaras e óculos escuros.

Macaque in the trees
Exemplos da coleção de verão de Uma Wang, que saiu da agenda de desfiles de Paris (Foto: Divulgação)

Macaque in the trees
Sapatos inspirados nas sapatilhas de balé são sucessos de acessórios de Uma Wang (Foto: Divulgação)



Exemplos da coleção de verão de Uma Wang, que saiu da agenda de desfiles de Paris
A designer chinesa Masha Ma nos ajustes de camarim, no ano passado
Sapatos inspirados nas sapatilhas de balé são sucessos de acessórios de Uma Wang
Exemplos da coleção de verão de Uma Wang, que saiu da agenda de desfiles de Paris