Defesa da qualidade do ar e da vida une médicos de todo o país

A medicina do país se une, de Norte a Sul, em inédita e ampla frente para a defesa da qualidade do ar e da vida dos brasileiros

Foto: AMB
Credit...Foto: AMB

Pneumologistas, cardiologistas, clínicos médicos, ginecologistas, neurologistas, médicos de tráfego, emergencistas, nutrólogos, obstetras, pediatras, associações médicas... Enfim, a medicina do país se une, de Norte a Sul, em inédita e ampla frente para a defesa da qualidade do ar e da vida dos brasileiros.

Na próxima terça (15), das 11h às 12h30, em uma entrevista coletiva-webinar, eles anunciam à imprensa e à sociedade um dossiê sobre os impactos da poluição veicular à saúde, com um manifesto à Presidência da República, ao Ministério da Saúde, ao Ministério do Meio Ambiente e ao Conselho Nacional do Meio Ambiente.

O QUE OS MÉDICOS PLEITEIAM

As entidades médicas pleiteiam a manutenção do prazo de vigência (2023) da fase P8 do Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), estabelecida pela Resolução do Conama nº 490 de 2018.

Destinada a veículos pesados, como ônibus e caminhões, a fase P8 equivale ao Padrão Internacional Euro VI, adotado na Europa desde 2014, e nos Estados Unidos há 13 anos.

Eventual adiamento por mais três anos (para 2026), como quer a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), custará ao Brasil mais de centena de milhares de mortes relacionadas à poluição veicular, além de representar ao combalido Sistema Único de Saúde milhões em tratamentos evitáveis. Tudo isso justamente em momento no qual enfrentamos uma crise sanitária mundial, sobre a qual ninguém tem certeza de quando será controlada.

PREJUÍZOS E RISCOS À SAÚDE

Na coletiva-webinar serão apresentados ainda dados sobre a contaminação do ar, sobre doenças relacionadas e órgãos afetados em faixas distintas de pacientes: crianças e adolescentes, mulheres e homens, assim como a adesão oficial à campanha Inimigo Invisível, juntamente com o Instituto Saúde e Sustentabilidade (ISS), Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia e Associação Paulista de Medicina.

A coletiva-webinar terá participação especial do Ministério Público Federal. Começará pontualmente às 11h, sendo dividida em duas fases: exposição de médicos e do Ministério Público (aproximadamente 40 minutos) e perguntas dos jornalistas (aproximadamente 50 minutos).

Expositores

César Eduardo Fernandes, presidente eleito da Associação Médica Brasileira e diretor Científico da Febrasgo; Carlos Augusto Mello da Silva, presidente do Departamento de Toxicologia e Saúde Ambiental da Sociedade Brasileira de Pediatria; Jorge Carlos Machado Curi, diretor de Responsabilidade Social da Associação Paulista de Medicina; Frederico Fernandes, presidente da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia; José Leonidas Bellem de Lima, procurador da Procuradoria Regional da República da 3ª Região (Ministério Público Federal)

Moderação

Evangelina Vormittag, diretora Executiva do Instituto Saúde e Sustentabilidade (ISS), médica e representante da Coalizão Respirar

ACONTECERÁ NESTE LINK