''Boninho não é dominador como dizem'', garante ex-BBB Eliéser

SÃO PAULO - Convidado especial para comentar a eliminação desta terça-feira no 'Big Brother Brasil 11', durante a narração minuto a minuto do programa no Terra, o ex-BBB Eliéser Ambrósio disse, respondendo a perguntas dos internautas, que Boninho não é tão malvado como ele deixa parecer em seu perfil no Twitter. "Ele não é tão dominador como dizem. No programa, ele só dá informações técnicas. Nunca aconteceu dele mandar ou desmandar em alguém lá dentro", disse.

Na torcida de Igor, Eliéser disse que ficou chateado com sua eliminação, mas que estará disposto a ajudá-lo fora da casa. "Acho que o Big Brother perde com a sua saída. Ele é muito engraçado. A Diana, em compensação é muito sem graça, mas é uma ótima jogadora."

O brother afirmou que, com a saída de Igor, torce para Rodrigão e Adriana, os dois confinados que ele conhecia antes de entrar na casa. "Rodrigão é um super amigo. Muito gente boa. A Adriana tem chances de levar o prêmio. Ela é muito sensata, apesar de ser novinha. Acho que ela pode surpreender e chegar à final."

Sobre a transexual Ariadna, Eliéser disse que ela é uma pessoa ótima que teve muitas dificuldades na vida e mudou de sexo para ser feliz: "Não tenho nenhum preconceito. Eu não sacaria de primeira que ela é transexual. Acho que isso só aconteceria com o tempo de convivência".

Eliéser disse ainda que não gosta do participante Lucival, mas acha que o quadro "Tricotando com Dalu", que sempre mostra o que os brothers Daniel e Lucival fofocam quando estão sozinhos é "muito engraçado", mas pode queimá-los ao longo da edição. "Não gosto muito de gente fofoqueira e nem acho que o público curta".

Lembrando a edição de 2010, Eliéser disse que sente muita falta da convivência dentro da casa, especialmente dos amigos Serginho, Angélica e Cacau. Já sobre a falta de privacidade, ele comenta que o banheiro era o pior momento: "Na primeira semana é muito difícil fazer suas necessidades. Com o tempo vai se adaptando".