Simpósio internacional de cardiologia no Rio apresenta tecnologia inovadora

Um novo dispositivo, totalmente eliminado pelo organismo, utilizado nas angioplastias para o tratamento da doença arterial coronariana será o tema da palestra “Evolução dos Stents: do Convencional ao Bioabsorvível”. O debate será coordenado pelo chefe do Setor de Hemodinâmica do Hospital TotalCor, Hélio Roque Figueira, durante o II Simpósio Internacional de Cardiologia, que acontecerá no próximo dia 15, no Hotel Sofitel, em Copacabana, no Rio de Janeiro.

O stent bioabsorvível tem uma tecnologia pioneira em sua composição. Ele é feito de polímero, um plástico especial que, em contato com a parede dos vasos, reage quimicamente e é transformado, ao final de dois anos, em água e dióxido de carbono. Dessa forma, o dispositivo desaparece, não restando nenhum resíduo no organismo humano. 

Segundo Hélio Roque, a nova tecnologia já é utilizada em toda a Europa e parte da Ásia e da América Latina. No Brasil, a estimativa é que a Anvisa autorize o uso clínico do dispositivo até o final de 2013.