Choque de ordem cultural

O espaço Maracatu Brasil, em Laranjeiras, sediou neste fim de semana um curso sobre tambor de crioula, manifestação cultural tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional, com o mestre Xavier Negreiros. Ao final do curso, o mestre e mais três músicos levaram poucos instrumentos para tocar na Praça São Salvador, a algumas quadras do local.

Ao chegar na praça, os músicos foram surpreendidos por um fiscal da prefeitura que, ao ver os tambores, alegou não poder permitir a manifestação, por não terem avisado ao órgão competente que iriam tocar na praça. O fiscal afirmou ainda que o único instrumento permitido em praça pública sem necessidade de autorização é o violão.

Após 20 minutos de conversa, o fiscal conseguiu entender que seria irracional a proibição, até porque não eram nem 20h. A praça, que estava lotada, agradeceu e apreciou. Mestre Xavier Negreiros é do Maranhão, mas pretende passar alguns meses no Rio para difundir o tambor de crioula, inclusive no meio acadêmico. Se a prefeitura permitir, é claro.