Motoboys deverão ter seguro de vida

O senador Gim Argello (PTB-DF) deu parecer favorável ao projeto aprovado pela Câmara Federal do então deputado paulista Celso Russomano estabelecendo que empresas que utilizam serviços de transporte prestados por motoboys poderão ser obrigadas a contratar seguro de vida e de invalidez permanente para esses profissionais.

A iniciativa também determina que o seguro a ser contratado será de, no mínimo, 30 vezes o salário-base da categoria ou aquele registrado em carteira, prevalecendo o maior dos dois. O beneficio será estendido a esposa, filhos e irmãos do segurado. 

O relator Gim Argello salienta que as estatísticas mostram o crescimento no número de acidentes envolvendo a categoria, expondo as famílias em acidentes que resultam em morte ou invalidez permanente.