Exposição na Península revela raro acervo de arte chinesa no Brasil

Apesar do frio na cidade, foi quente a noite de inauguração da exposição “China Revelada”, ontem, 26, no Espaço Cultural Península na Barra. A mostra traz a público parte do raro acervo da Carvalho Hosken, que tem à frente Carlos Fernando Carvalho, o empresário que é sinônimo de Barra da Tijuca, de bom gosto e de ação. Aos 87 anos, tem cabeça e fôlego de 40. Um exemplo a ser seguido. Carlos recebeu ao lado da mulher, Heliana Lustman, e dos filhos Carlos Fernando e Carlos Felipe, diretores da empresa.

Na bela exposição, objetos em porcelana, esculturas em marfim, madeira e bronze, mobiliário, representações humanas e animais contam um pouco da história da milenar arte chinesa, retratada em diversas fases. 

Entre as raridades expostas estão a placa de cerâmica representando cena palaciana, da Dinastia Ming, o Serviço Imperial Dito das Rosas, a xícara com pires do serviço da Independência do Brasil, além da Gueixa com Ventarola, de Lin Fengmian. A mostra ficará em cartaz até o dia 16 de dezembro. É imperdível!

Confira como foi nas fotos de Vera Donato.