Crime da Marina da Glória

Estão marcados para o dia 24 de setembro, às 13h, os interrogatórios do policial federal Leonardo Schmitt e do empresário Pedro Maia Schmitt, acusados da morte do também policial federal Humberto Barrense, em uma festa na Marina da Glória, em fevereiro de 2010.

Leonardo, que é da Polícia Federal de Manaus e estava de férias no Rio, foi preso em flagrante após matar Humberto com quatro tiros.

O policial, porém, obteve uma autorização para viajar antes da audiência: a juíza Ludmilla Vanessa Lins da Silva, da 1ª Vara Criminal do Rio, autorizou que o réu fosse aos Estados Unidos no período de 8 a 22 de agosto, já que ele apresentou a passagem de ida e volta e que não houve objeção do Ministério Público.