Os queridinhos de Lula não estão com nada

Dois desafios ingratos para Lula: na política, eleger Fernando Haddad prefeito de São Paulo; no esporte, manter Mano Menezes técnico da seleção brasileira.

Haddad, se perder, pode acabar ministro de Dilma ou do próprio Lula. Mas para Mano Menezes será dificil Lula arrumar emprego. Nem mesmo no Corinthians, onde o atual treinador faz excelente trabalho e levou o timão à conquista da Libertadores.


Na seleção, Mano não permanece. Não tem gabarito profissional. Se Lula realmente gosta de futebol e quer o sucesso da seleção, não insistirá no lobby por Mano.