Dilma Rousseff agradou dois coelhos com um ministério só

Dois coelhos de uma cajadada só

Com a indicação do senador Marcelo Crivella para a pasta da Pesca, a presidente Dilma Rousseff conseguiu agradar dois coelhos com um ministério só. 

Primeiro, acalmou os ânimos dos evangélicos, exaltados desde que a feminista Eleonora Menicucci, defensora da liberalização do aborto, assumiu a Secretaria das Mulheres, e que o secretário-geral Gilberto Carvalho conclamou o PT a disputar com os evangélicos a influência sobre a "nova classe média". 

O outro coelho foi a TV Record. Nunca é tarde para lembrar que Crivella é sobrinho do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal e dono da Record.