Jornalistas brasileiros são barrados na visita de Dilma a Cuba

A imprensa foi barrada em Cuba

Na visita de Dona Dilma a Cuba, jornalistas brasileiros foram impedidos pelo governo cubano de visitarem as obras do Porto de Mariel,  onde o governo petista enfia quase US$ 1 bilhão de financiamento. 

A construção está sendo realizada pela empreiteira baiana Odebrecth. 

Essa obra ainda vai dar muito pano para manga. Primeiro, porque não está claro como Cuba irá  pagar ao Brasil. Segundo, porque Cuba deve a Deus e o mundo e não paga a ninguém. E Deus e o mundo só vendem algo para Cuba depois de promessa de pagamento adiantado, garantida por bancos internacionais. Essa dinheirama brasileira, aliás,  cheira mais a ajuda à la Chavez,  que doa petróleo de graça para Cuba, em troca de apoio ao seu projeto bolivariano. Isso para não falar dos interesses dos muitos intermediários do negócio.