Ouvidorias das empresas de telefonia no Brasil só causam transtornos 

Tempo lógico

É cada vez mais certo que as ouvidorias das empresas de telefonia no Brasil adotam a técnica lacaniana do tempo lógico. 

Invariavelmente, depois de minutos de silêncio, as reclamações dos usuários são interrompidas pela queda da ligação, bem ao estilo do psicanalista Jacques Lacan.

A Anatel, que deveria cuidar disso, é surda-muda: não ouve nem se manifesta. 

Os serviços continuam caros e ruins, e parece que não há divã que dê jeito nisso.