MP investiga envenenamento de água em área indígena no MS

Moradores fizeram fotos e vídeos de rio coberto de espuma branca

O Ministério Público Federal investiga uma possível contaminação do córrego Ypo´i, que fornece a água da comunidade indígena de mesmo nome, em Paranhos, no Mato Grosso do Sul. O MPF de Ponta Porã, a 200 km do local onde foi denunciada a possível contaminação, também pediu com urgência a presença de técnicos para fazer perícia na água.

Segundo os indígenas de Ypo´i, na última quarta-feira, dia 14, o rio amanheceu cheio de uma espuma branca que cobria toda a superfície da água. Os moradores fizeram fotos e vídeos da situação e alertaram a Funai. Eles também coletaram uma amostra da água na data, material que foi encaminhado, com as imagens, ao MPF.

A Polícia Federal também recebeu os artigos, junto com depoimentos dos indígenas, e investiga o caso para apurar se houve mesmo contaminação e quem são os responsáveis. Se confirmada a suspeita, os culpados podem pegar até 15 anos de prisão por crimes de envenenamento ou poluição de água potável.