Lira culpa Senado e má condução do governo por alvoroço em torno do Auxílio Brasil

Presidente da Câmara acredita que governo federal deveria ter enfrentado embate e dizer publicamente que o Senado travou a reforma do imposto de renda, plano inicial para dar respaldo ao Auxílio Brasil

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Credit...Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), tem afirmado a aliados que o principal culpado pela crise que se instalou nos últimos dias no país é o Senado, e que o governo errou na condução do lançamento do novo auxílio que substituirá o Bolsa Família.

Segundo a "Folha de S. Paulo", Lira acredita que a casa tem responsabilidade por não ter votado o projeto de lei que altera o imposto de renda, plano inicial do ministro da economia, Paulo Guedes, para dar respaldo ao Auxílio Brasil.

Na visão do presidente, o Senado está se curvando às pressões dos bancos, e por isso não votou na nova regulamentação para o imposto.

Além disso, Lira considera que o governo federal deveria ter "comprado a briga" e dito publicamente que a reforma não saiu pela "trava" da Casa, evitando assim o alvoroço no mercado após o anúncio do programa que custará em torno de R$ 80 a 84 bilhões anuais para os cofres públicos.

A Folha relata que a reforma do imposto de renda é considerada morta por senadores e que até o ministro da economia já havia "jogado a toalha". (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais