Jornal do Brasil

Internacional

Brasileira é presa na Nicarágua

Jornal do Brasil

manágua - A documentarista brasileira Emilia Mello foi presa sábado na cidade de San Marcos, na Nicarágua, quando se encaminhava para um protesto contra o governo realizado em Granada. Outras 19 pessoas foram detidas junto com ela, segundo a Coordenadoria Universitária pela Democracia e a Justiça (CUDJ). A nação centro-americana viveu no sábado uma jornada de protestos convocada por ativistas e opositores ao presidente Daniel Ortega. Houve manifestações e prisões em vários outros pontos do país. A maioria dos detidos já foi liberada.

Emilia, que também tem cidadania americana, foi deportada da Nicarágua. O secretário-executivo da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), o brasileiro Paulo Abrão, confirmou a prisão da documentarista. “A brasileira-estadunidense Emilia Mello não foi liberada junto com os demais estudantes que haviam sido presos hoje na Nicarágua. Do centro de detenção informam que ela foi levada ao Departamento de Migrações. Será expulsa do país”, afirmou Abrão por meio do Twitter.

Segundo os ativistas, Emilia estava acompanhando outros dois documentaristas nicaraguenses, que também foram detidos e liberados horas depois. Com exceção da brasileira, todos os presos eram cidadãos da Nicarágua.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou que estava a par do caso, mas não daria mais informações para preservar a privacidade de Emilia. Também não foi informado se ela foi deportada para o Brasil ou para os Estados Unidos. A CIDH disse que enviou representantes para os centros onde os ativistas foram levados. O órgão ressaltou que defende o direito à livre manifestação no país.

As prisões foram denunciadas como arbitrárias pelos oposicionistas, que iniciaram campanha de denúncias pelas redes sociais, pedindo a libertação dos detidos.

No dia 23 de julho, a estudante de medicina brasileira Raynéia Gabrielle Lima foi morta a tiros em Manágua quando voltava para casa do hospital em que trabalhava.



Recomendadas para você