Jornal do Brasil

Economia

Dólar à vista bate quase R$ 4,180 com reação global a alta do juro argentino

Jornal do Brasil

O dólar à vista renovou máxima a R$ 4,1778 (+1,41%) - maior valor desde 24/9/15 (a R$ 4,2480), acompanhando o impulso da moeda americana frente outras divisas emergentes, na esteira da reunião extraordinária do Banco Central da Argentina, que anunciou a elevação da taxa básica de juros de 45% para 60%, argumentando que a decisão, unânime, foi tomada "em resposta à conjuntura cambial atual e ante o risco de que implique um maior impacto sobre a inflação doméstica". Além disso, o BC argentino se comprometeu a não reduzir a taxa básica de juros até pelo menos o mês de dezembro; e decidiu elevar em 5 pontos o compulsório bancário para todos os compulsórios em pesos, nas entidades financeiras do chamado "Grupo A", as principais, a partir de 1º de setembro.

 



Recomendadas para você