Jornal do Brasil

Cultura

Inovação e tecnologia em prol da conexão

Jornal do Brasil

O projeto “Conexidade”, que teve lançamento na noite de segunda-feira no Teatro Oi Casagrande, no Leblon, vai unir tecnologia, inovação, esporte e arte para criar uma rede que conecte pensadores, artistas, influenciadores e público em geral. Com a programação iniciada por uma residência artística nas dependências do Oi Futuro Flamengo e que, por três meses, vai oferecer workshops, palestras e painéis, o projeto foi idealizado por Diogo Castelão, da Rio de Negócios.


“Em maio do ano passado, participei de uma reunião com a Oi e o Oi Futuro, onde se pensava numa plataforma de movimentos urbanos em prol da coletividade. Nos meses seguintes, pensamos e discutimos como essa rede - não gosto do termo plataforma! - funcionaria de forma que iniciativas de nicho fossem ampliadas”, conta o economista e empresário.


O lançamento, que teve apresentação de Larissa Luz (que cantou ao final) e do ator Zé Wendell, contou com a presença de Gilberto Gil, que falou sobre seu disco novo “Ok ok ok” e sua relação com a tecnologia - “Sou curioso desde a infância”, disse o cantor e compositor - e fez um pocket-show “temático”.


O evento teve ainda um painel mediado pelo especializado em novas mídias Ronaldo Lemos que discutiu tecnologia e inovação sob diferentes óticas, com participação de Natasha Ribeiro (jornalista), Gabriela Castro (arquiteta e artista), Rafael Lazarini (idealizador da Rio2C), Herman Bessler (fundador do Templo e coordenador geral do Rio Criativo) e Manuella Cunha (curadora do Colaboramerica).


Ainda esta semana começa o Transmedia Lab, reunindo nomes do movimento artístico brasileiro, incluindo Batman Zavareze, Andy Carvalho e Gabriela Castro. Serão dez residentes que terão um roteiro semanal de atividades no Oi Futuro. “Os artistas vão trabalhar colaborativamente com processos, criatividade e inovação, ao lado de pensadores contemporâneos, para trazer potência e transformação na forma de ver, escutar, sentir e fazer arte. Hoje, a criatividade é uma mola fundamental para reinventarmos e ressignificar os novos futuros possíveis”, diz Batman.


Nos dias 1º e 2 de dezembro, os residentes apresentarão o resultado dessa imersão como parte da ocupação artística em rede, na Praça XV. Na ocasião, o skatista Bob Burnquist vai colaborar com a curadoria e revitalização daquele espaço urbano, que vai abrigar ainda exposições, shows, experiências multimídia e gastronomia. “É importante lembrar que todos os processos são compartilhados nas redes sociais e no site do projeto e que, mesmo após a ocupação, o conteúdo vai continuar na rede”, avisa Diogo.



Tags: cultura

Recomendadas para você