Jornal do Brasil

Hildegard Angel

Flor no Lodo

Jornal do Brasil

O livro “Quarto de empregada”, da mineira Carolina Maria de Jesus, caiu como bomba sobre as cabeças do início daquela década de 60. As revistas abriam páginas e páginas com suas fotos no barraco, seu cabelo com um pano cobrindo os bobbies. A crueza acachapante de seus relatos despertou a consciência daquele Brasil, que via as favelas apenas como uma interferência inconveniente no cenário da linda cidade carioca. Pela primeira vez, a burguesia refletia sobre o sofrimento daquelas pessoas em moradias precárias, vivendo miseravelmente em favelas, que, até então, a produção cultural apresentava de modo romanceado, em sambas canções e filmes de Camus. Dela, disse Carlos Drummond de Andrade: “a mais necessária e visceral flor do lodo”.

A escritora vendeu mais de um milhão de exemplares de seu best seller, traduzido em 13 idiomas, para 80 países. Sua literatura só foi redescoberta no Brasil na década de 90, graças ao pesquisador brasileiro José Carlos Sebe Bom Meihy e ao americano Robert Levine. No exterior, porém, ela nunca deixou de ser lida e estudada, sobretudo nos EUA, onde seu livro é utilizado nas escolas, traduzido como Child of the Dark. A peça aborda Carolina na favela, sua ascensão como fenômeno literário e seu total esquecimento. Passados 40 anos de sua morte, o Brasil volta a ler Carolina, que profetizou: “ninguém vai apagar as palavras que eu escrevi.”

Macaque in the trees
Legenda abaixo

Legenda: Estrelada pela atriz Cyda Morena, a peça “Eu amarelo”, de Elissandro de Aquino, sobre a vida de Carolina Maria de Jesus, a favelada e ex-catadora de papel que se transformou na maior escritora negra do Brasil do século XX, será contada no teatro do Sesc Tijuca. Direção de Isaac Bernat, estreia em 7 de setembro.

-----------

Japonês no samba

Ora, ora, ora, o top da Portela embarca amanhã rumo a Tóquio, onde vai participar do “Asakusa Samba Carnival”, maior desfile de escolas de samba fora do Brasil (18 agremiações, entre Grupo Especial e Acesso). Quem convida é a Embaixada do Brasil no Japão, que fará evento para aproximar os japoneses de nossa cultura. Irão o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, que vão ministrar oficinas de dança, e o presidente da escola, Luis Carlos Magalhães, como palestrante.

A primeira vez

Desde ontem, o Hospital Samaritano fervilha com os jovens artistas dos elencos do Teatro Cesgranrio e da Casa Julieta de Serpa. Prestam apoio a Carlos Alberto Serpa, inconsolável com o acidente sofrido por sua Beth, domingo, no sítio de Itaipava.

Descendo uma escadinha estreita com uma bandeja em cada mão, Beth pisou em falso e sofreu queda violenta, fraturando punho, cotovelo, tornozelo e, o mais grave, o fêmur. Será operada hoje pelo médico Sérgio Franco, por orientação do dr. Roberto Hugo Lins. Cirurgia longa, difícil e trabalhosa. Uma novidade para ela, que nunca se machucou e jamais teve uma doença em toda a vida. Nem mesmo catapora.

O relho

Ontem, em transmissão ao vivo da Record, Alckmin falou: “convidei para ser minha vice-presidente da República a senadora Katia Abreu”. Ops! Alckmin parece que perdeu o medo do perigo. Não vá deixar o relho zangado.

Lucy in the sky

No Festival de Salzburgo, onde se sente no Céu, a produtora de cinema Lucy Barreto. Muita música e descanso nenhum, receita a que todos os anos obedece. Os concertos vão da manhã à noite. Na programação, Mozart, Strauss, Tchaikovsky, a Filarmônica de Viena e, como highlight total, o premiado ator austríaco Tobias Moretti no papel principal de ‘Everyman”, peça escrita no século XV. Entre os brasileiros amantes do erudito por lá, a escritora paulista Maria Adelaide Amaral. O festival termina dia 31 e dia 1º de setembro Lucy desembarca no Tom Jobim, para as reuniões semanais do Conselho de Cultura da Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Memórias de Dirceu

A primeira edição do livro de memórias escrito por José Dirceu será entregue às livrarias dia 31 de agosto e, no dia 1º, o ex-ministro chega ao Rio a noite de autógrafos, que será dia 4. Muitas pré-vendas foram feitas no site da Amazon.

Efeito Bolsonaro

O candidato à reeleição, deputado André Corrêa, divulgou ontem pelo zap uma foto sua batendo continência, em que informa: “Você sabia que sou militar? Passei 15 anos na Marinha do Brasil, sou oficial da reserva.” Já no quinto mandato, pretendendo ir para o sexto como estadual, Corrêa jamais se preocupou em divulgar esse item de sua biografia.

Enquanto o candidato a deputado federal Ricardo Salles divulgou na rede foto em que seu número como candidato é identificado com o calibre de munição de armamento pesado 30.06. Da imagem da bala, no centro da peça, partem várias setas apontando para “a esquerda”, “o MST”, “a bandidagem do campo”. A postagem lhe valeu um pito, também em rede social, de seu partido, o Novo, condenando a apologia à violência e lembrando ao candidato que ele já havia sido orientado sobre isso. Afinal, vocês sabem, o Novo é o partido dos chiques, como Marcelo Trindade e João Amoêdo.

Semana Maçon

Na sexta-feira, para homenagear o dia do Maçom, 20 de agosto, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, destacou no Plenário os três princípios básicos da maçonaria: liberdade, igualdade e fraternidade. No dia seguinte, lá estava a Ordem dos Templários Brasileiros, no Parque Lage, protestando em frente da exposição do QueerMuseu. Ao seu lado, um decadente MBL, que, ao contrário de Porto Alegre, não juntou nem 30 pessoas para darem seu show de frases e cartazes de ódio, intolerância religiosa e, sobretudo, censura.

Sem caô, Bia é massa, bah!

BIA, A inteligência artificial do Bradesco, levou quatro anos sendo desenvolvida e aprimorada. No início, respondia a 11 perguntas. Agora, já são 70. Para criar sua identidade, foram 35 milhões de iterações, com mais de sete milhões de usuários, aceitando variações regionais, gírias e abreviações. Este foi o maior desafio: num país do tamanho do Brasil, acertar numa prosódia múltipla que fale aos ‘gregos’ e ‘troianos’.

------------

ALERTA VERMELHO

Macaque in the trees
Grevistas da fome passam o dia nas camas maca e são transportados em cadeiras de rodas

ACENDEU-SE ONTEM o Alerta Vermelho para os sete trabalhadores em greve de fome há três semanas para denunciar “a ruptura democrática, o desrespeito à Constituição o desmonte de políticas públicas, com o país retornando ao mapa da fome”... A EQUIPE DE SAÚDE da Greve da Fome avalia que eles se encontrem em seu limite, muito debilitados e vulneráveis, com a imunidade baixíssima, e com o risco de contrair infecções... ELES JÁ precisam ser mantidos em repouso em camas hospitalares e, para serem transportados, só em cadeira de rodas. Em média, cada um perdeu 10 quilos... ELES APRESENTAM fortes dores de cabeça e dores musculares, não esquecendo que coração, intestino e estômago são considerados músculos, e o recurso para tantas dores tem sido a acupuntura... ATINGIRAM O estágio de hipotensão e hipotermia, sentindo todos muito frio... ELES SE MANTÊM no Centro Cultural Brasília, entidade ligada aos jesuítas. Todos os médicos e terapeutas que os acompanham, fazem graciosamente, em solidariedade... ESTÃO DETERMINADOS a ir - e irão - às últimas consequências... BEM, EU JÁ havia falado sobre isso aqui, qual é a novidade?... É MINHA INCONFORMIDADE com a falta de compaixão e qualquer sentimento demonstrada pelos meios de comunicação brasileiros, que ignoram totalmente tamanho sacrifício, em nome de todos os brasileiros, 27 milhões deles desempregados, passando por graves necessidades, não podendo arcar com as escolas dos filhos, seu sustento, remédios, o teto que deveria abriga-los... MUITOS DELES passando frio nas calçadas, dependendo da caridade, cada vez mais escassa, desse povo brasileiro, cujos corações endurecem, que se deixam contaminar pelos discursos de ódio, não só das redes sociais, como também, e isso é muito grave, pelos meios de comunicação que ateiam fogo ao Brasil, demonizando a classe política em geral, à exceção de sues “filhos prediletos”, desmoralizando a classe empresarial, que hoje com tanta dificuldade emprega quem pode... NO 10º DIA dessa greve, o ministro do STJ Lewandovski, num gesto de bondade, recebeu os grevistas. No último dia 14, um deles conseguiu se agregar ao grupo que acompanhou o Prêmio Nobel Perez Esquivel à presidente do Supremo, Carmen Lúcia... NA OCASIÃO, Frei Sergio, seu nome, pediu a ela que os recebesse a todos. Precisavam lhe falar. Estamos no dia 21. O que pretendem pedir a ela é que coloque em votação a ADC do PCdoB, que pede a declaração de constitucionalidade do artigo 283 do Código de Processo Penal e a proibição da execução antecipada da pena... QUE PODERES são esses que se sobrepõem às vidas humanas? Que se mantém impermeável a um ato tão desesperado?... ME PERDOEM por volta e meia retornar a esse tempo, mas dói em mim tamanha indiferença, pois sinto reviver a minha própria experiência, ao recordar os apelos desesperados de minha mãe para localizar meu irmão Stuart, nos anos da ditadura, rogos tratados por muitos como chacota, por outros com indiferença, e por outros tantos com infâmias, classificando minha mãe como “maluca”, quando ela era a lúcida no meio de obtusos, dominados pelo medo, as conveniências e as campanhas mentirosas do governo... MESMO ASSIM, naquela época havia uma parte solidária da sociedade, que deu-lhe ouvidos, atenção, procurou confortá-la. Olho em minha volta e não encontro mais isso... NA VERDADE, esse “alerta vermelho” não é apenas para a deterioração do organismo desses seres humanos, mas também a degradação ética e moral de nossos poderes e de grande parte da sociedade brasileira...

----------

AS INFINDÁVEIS investigações do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes são o motivo da reunião, amanhã, da Comissão Externa da Câmara dos Deputados, em Brasília, com o Procurador-Geral de Justiça do Rio de Janeiro e os delegados de polícia do caso. No bom combate, à frente dessa comissão, estão os deputados federais pelo Rio, Jean Wyllys, Jandira Feghali e Glauber Braga.

-------

Com João Francisco Werneck



Recomendadas para você